Governo se desmancha e Bolsonaro condecora os filhos com a maior medalha do Itamaraty

Enquanto seu governo corre o risco de esfarelar, com os ministros Sérgio Moro e Damares Alves ameaçando sair, o clima interno em Brasília é de guerra total entre as diversas facções que ocupam o poder, a economia ameaça colapsar, Jair Bolsonaro dedica a manhã desta sexta a condecorar seus filhos e o "guru" Olavo de Carvalho com a Ordem do Rio Branco do Itamaraty; a lista de agraciados é a maior da história, 215 pessoas: todos aqueles que, de uma maneira ou outra, o bolsonarismo considerou relevantes para a chegada ao poder

Governo se desmancha e Bolsonaro condecora os filhos com a maior medalha do Itamaraty
Governo se desmancha e Bolsonaro condecora os filhos com a maior medalha do Itamaraty (Foto: Reprodução | ABr)

247 - Enquanto seu governo corre o risco de esfarelar, com os ministros Sérgio Moro e Damares Alves ameaçando sair, o clima interno em Brasília é de guerra total entre as diversas facções que ocupam o poder, a economia ameaça colapsar, Jair Bolsonaro dedica a manhã desta sexta-feira (3) a condecorar seus filhos e o "guru" Olavo de Carvalho com a Ordem do Rio Branco do Itamaraty. A lista de agraciados é a maior da história, 215 pessoas: todos aqueles que, de uma maneira ou outra, o bolsonarismo considerou relevantes para a chegada ao poder. 

Segundo o jornalista Reinaldo Azevedo, "os distinguidos pelo presidente, com raras exceções, dado o tamanho da lista, lembram mais um amontoado de cortesãos que são amigos do rei do que uma plêiade de mulheres e homens que fizeram um trabalho notável em favor da República. Não deixa de ser a cara do governo. Rio Branco está se virando no túmulo. De vergonha".

Instituída em 1963, a Ordem leva o nome do patrono da diplomacia brasileira, Barão do Rio Branco, e é dividida em dois quadros: ordinário, composto por diplomatas da ativa; e suplementar, que reúne, além de diplomatas aposentados, pessoas físicas e jurídicas nacionais ou estrangeiras.

O inimigo figadal de Olavo de Carvalho, o vice-presidente Hamilton Mourão, também foi agraciado. Os dois foram admitidos no quadro suplementar da Ordem com o grau de Grã-Cruz, o mais alto depois do grau de Grão-Mestre, do presidente da República, e o mesmo concedido aos ministros Sérgio Moro (Justiça e Segurança) e Paulo Guedes (Economia). O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que sofre uma série de investigações simultâneas por ser o coordenador do esquema de candidaturas laranjas do PSL em Minas Gerais, também será agraciado com o grau da Grãs-Cruz. Outros sete ministros, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e nove governadores foram agraciados com o mesmo grau.

Com o grau de Grande Oficial, Bolsonaro condecorou, entre outros, cinco senadores, entre os quais o filho Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), e nove deputados, entre eles o filho Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Veja abaixo os governadores, ministros, parlamentares, militares e outros condecorados com os graus de Grã-Cruz ou Grande Oficial da Ordem de Rio Branco:

Grau de Grã-Cruz

Hamilton Mourão, vice-presidente
Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado
Sérgio Moro, ministro da Justiça
Paulo Guedes, ministro da Economia
Tarcísio Gomes de Freitas, ministro da Infraestrutura
Tereza Cristina, ministro da Agricultura
Abraham Weintraub, ministro da Educação
Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde
Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente
Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo
Gustavo Canuto, ministro do Desenvolvimento Regional
Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos
André Luiz Mendonça, ministro da Advocacia-Geral da União
Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central
Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal
Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro
João Doria, governador do São Paulo
Romeu Zema, governador do Minas Gerais
Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul
Carlos Moisés, governador de Santa Catarina
Ratinho Júnior, governador do Paraná
Gladson Cameli, governador do Acre
Antônio Denarium, governador do Roraima
Almirante de Esquadra Claudio Portugal de Viveiros
Almirante de Esquadra Alípio Jorge Rodrigues da Silva
Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos
General de Exército Claudio Coscia Moura
General de Exército Artur Costa Moura
General de Exército Walter Souza Braga
General de Exército Décio Luís Schons
Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Júnior
Tenente-Brigadeiro do Ar Luiz Fernando de Aguiar
Tenente-Brigadeiro do Ar Luis Roberto do Carmo Lourenço
José Mucio Monteiro, presidente do Tribunal de Contas da União
Olavo de Carvalho


Grau de Grande Oficial

Flávio Bolsonaro, senador (PSL-RJ)
Marcos do Val, senador (PPS-ES)
Selma Arruda, senadora (PSL-MT)
Major Olímpio, senador (PSL-SP)
Soraya Thronicke, senadora (PSL-MS)
Bia Kicis, deputada (PSL-DF)
Eduardo Bolsonaro, deputado (PSL-SP)
Hélio Lopes, deputado (PSL-RJ)
Joice Hasselmann, deputado (PSL-SP)
Luiz Philippe de Orléans e Bragança, deputado (PSL-SP)
Marcel Van Hattem, deputado (Novo-RS)
Nilson Pinto de Oliveira, deputado (PSDB-PA)
Major Vitor Hugo, deputado (PSL-GO)
Delegado Waldir, deputado (PSL-GO)
Luis Roberto Di San Martino-Lorenzato Di Ivrea, deputado do parlamento da Itália
João Otávio de Noronha, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ)
General de Divisão Cesar Leme Justo
Major-Brigadeiro do Ar Heraldo Luiz Rodrigues
Major-Brigadeiro do Ar Paulo Borba
João Batista Brito Pereira, presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST)
Maria Thereza Rocha de Assis Moura, vice-presidente do STJ
Rogério Marinho, secretário de Previdência e Trabalho

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247