Internauta questiona alta dos combustíveis e Bolsonaro se esquiva

No mesmo dia que a Petrobrás anunciou o aumento de 5% no preço do gás de cozinha, Jair Bolsonaro "lava as mãos" sobre o aumento dos preços dos combustíveis e culpa donos de postos

(Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ao ser questionado sobre a alta dos preços do combustível, Jair Bolsonaro lavou as mãos e culpou dos donos de postos.

“Nas refinarias o preço dos combustíveis é menos da metade do preço dos postos”, disse Bolsonaro, ao ser indagado por um seguidor que apontou que o preço dos combustível "é o mais alto dos últimos tempos".

“Impostos, monopólios na distribuição e margem de lucro (donos de postos), ditam o preço final”, se esquivou.

Nesta quinta (26), a Petrobrás anunciou o reajuste de 5% no preço do gás de cozinha.

Recentemente, Bolsonaro admitiu que o preço do combustível está alto, mas disse que a culpa não é da política econômica do seu governo e sim dos estados e municípios. “Ele cresce, fica alto por causa de quê? Impostos estaduais, ICMS, basicamente, e depois o monopólio ainda que existe na questão da distribuição", afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247