Moro faz vídeo indecoroso sobre Lula e Lenio Streck reage: devia estar bêbado

"Moro deve ter bebido. Não há outra explicação para tamanha degradação", afirmou o jurista Lenio Streck

www.brasil247.com - Sergio Moro, Lenio Streck e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Sergio Moro, Lenio Streck e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: ABr | Reprodução | Ricardo Stuckert)


247 - Declarado parcial pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em abril de 2021, o ex-juiz Sergio Moro resolveu divulgar nesta quinta-feira (23) um vídeo de ataques ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Em vídeo no Instagram, o ex-magistrado, pergunta se, na avaliação do petista, a corrupção prejudicou as empresas no Brasil. "Acorda Lulinha que hoje tem Lava Jato e em Curitiba você foi condenado", diz a peça. 

O jurista Lenio Streck reagiu à postagem. "Moro, famoso ex-juizeco, faz um vídeo infame-criminoso contra Lula. Moro deve ter bebido. Não há outra explicação para tamanha degradação. Atingiu o fundo poço. Ou enlouqueceu. Ou está deprimido? Tem de se tratar. O vídeo só mostra que foi mesmo parcial".

Moro condenou ex-presidente Lula sem provas no processo do triplex em Guarujá (SP) para tirá-lo na eleição em 2018. Por conta da apresentação do PowerPoint naquela denúncia, em 2016, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou, em março de 2022, que o ex-procurador da Operação Lava Jato Deltan Dallagnol indenize o petista em R$ 75 mil.  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após deixar o governo Jair Bolsonaro, em abril de 2020, o ex-juiz estudou a possibilidade de concorrer à presidência da República. Moro foi rifado do Podemos e se filiou ao União Brasil. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A disputa para uma vaga no Congresso (Câmara ou Senado) passou a ser o "plano B" dele. No começo deste mês, o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo condenou o ex-juiz por fraude em domicílio eleitoral e decidiu que ele não poderá ser candidato pelo estado. Ele deve concorrer a um cargo na política pelo Paraná, onde nasceu. 


Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email