Moro, PF e Coaf silenciam sobre investigação contra Greenwald: "nada a declarar"

O El País encaminhou questionamentos oficiais para a PF e o Ministério da Economia, mas as duas instituições recusaram-se a confirmar ou negar a devassa que teria sido encomendada ao Coaf contra o jornalista

(Foto: Lia de Paula/ Agência Senado)

Jornal GGN – O ministro da Justiça Sergio Moro, o comando da Polícia Federal e o Ministério da Economia, pasta responsável pelo Coaf, não respondem se existe, como divulgado pelo Antagonista na terça (2), uma investigação sobre as finanças do jornalista Glenn Greenwald, do site Intercept.

O El País encaminhou questionamentos oficiais para a PF e o Ministério da Economia, mas as duas instituições se recusaram a confirmar ou negar a devassa que teria sido encomendada ao Coaf contra o jornalista.

Durante sabatina na Câmara dos Deputados, Moro se esquivou das perguntas sobre a investigação anunciada pelo Antagonista. “A Polícia Federal tem absoluta autonomia. Eu não interfiro nessas investigações específicas. Essa indagação que foi feita aqui tem de ser realizada… Não é o caso, para mim. Eu não participo dessas investigações específicas”, respondeu.

Leia a íntegra no GGN

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247