Moro promete abrir quanto ganhou da Alvarez, que lucrou com a quebra do Brasil

Ex-juiz suspeito irá divulgar o salário que recebeu da consultoria Alvarez & Marsal na sexta-feira (28)

www.brasil247.com - Sergio Moro
Sergio Moro (Foto: REUTERS/Adriano Machado | Reprodução)


247 - O ex-juiz Sergio Moro (Podemos), declarado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) parcial e suspeito nos processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Lava Jato, afirmou que irá divulgar o salário que recebeu da consultoria Alvarez & Marsal, responsável pela recuperação judicial de empresas quebradas pela Lava Jato, na sexta-feira (28).

“Apesar da natimorta CPI e das ilegalidades do processo no TCU, eu, por consideração aos brasileiros e em nome da transparência que deve pautar a política, na sexta divulgarei meus rendimentos na empresa em que trabalhei”, postou Moro no Twitter. 

Os lucros de Moro na consultoria, que se beneficiou das ações nefastas da Lava Jato, já são alvo de um processo no Tribunal de Contas da União (TCU) e de deputados federais que querem a criação de uma CPI para apurar o caso.

De todo o faturamento da consultoria como administradora de processos de recuperação judicial, cerca de 75% advêm de empresas implicadas pela Lava Jato, da qual Moro era o juiz principal. Segundo o jurista Lenio Streck, professor de Direito e integrante do grupo Prerrogativas, a Alvarez & Marsal recebeu por mês R$ 2,2 milhões de honorários como administradora judicial. Deste montante, R$ 1,5 milhão seriam de empresas atingidas pela operação. 

Confira a postagem de Sergio Moro sobre o assunto.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email