Nove em dez cidades com 'kit covid' tiveram taxa de mortalidade mais alta, aponta levantamento

Nove em dez cidades com mais de 100.000 habitantes e que receberam o chamado "kit covid" tiveram uma taxa de mortalidade acima da média estadual, apontou um levantamento. Os municípios com altas no índice estão espalhados nas regiões Norte, Nordeste, Sul e Centro-Oeste

(Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um levantamento com dez municípios que têm mais de 100.000 habitantes onde houve distribuição de um kit com medicamentos para o chamado "tratamento precoce", no ano passado, apontou uma taxa de mortalidade acima da média estadual em nove cidades. A informação foi publicada pela coluna de Diogo Schelp

A única exceção, Parintins, tem uma taxa de mortalidade só 1,3% menor do que a média do Amazonas. O estado registra um acumulado de 159 óbitos por coronavírus por 100.000 habitantes e o município, 157 óbitos por 100.000 habitantes.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), com base nos estudos científicos mais recentes e consistentes, não existe tratamento precoce para o coronavírus. 

As outras nove cidades que compõem o levantamento são Boa Vista (RR), Campo Grande (MS), Cachoeirinha (RS), Cuiabá (MT), Goiânia (GO), Gravataí (RS), Itajaí (SC), Jundiaí (SP) e Natal (RN).

O aplicativo TrateCov foi retirado do ar, após pedido à Justiça Federal protocolado pelo deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ)

Internautas haviam criado perfis fictícios para acessar o aplicativo do ministério da Saúde e constataram que a plataforma receita a cloroquina contra a Covid-19, diferentemente do que havia dito o ministro Eduardo Pazuello. Pessoas que nem sabiam se estavam com a doença receberam como sugestão o uso do remédio. Até perfil de recém-nascido conseguiu a receita. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email