PF ignora decisão judicial e impede Lula de receber visitas religiosas

Em um novo ataque aos direitos do ex-presidente Lula, a Polícia Federal em Curitiba descumpriu uma ordem do Tribunal Federal da 4a Região (TRF-4) e impediu que ele recebesse visitas religiosas. Lula está sem receber visitas religiosas desde janeiro. Nesta segunda-feira (23), os agentes impediram que o bispo auxiliar da Arquidiocese de Curitiba, Dom Francisco Cota Oliveira, tivesse acesso à cela onde Lula é mantido como preso político

Lula
Lula (Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em um novo ataque aos direitos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Polícia Federal em Curitiba descumpriu uma ordem do Tribunal Federal da 4a Região (TRF-4) e impediu que ele recebesse visitas religiosas em sua cela, onde é mantido como preso político, diz a jornalista Bela Megale em seu blog. 

Nesta segunda-feira (23), a defesa de Lula solicitou que Lula recebesse a visita do bispo auxiliar da Arquidiocese de Curitiba, Dom Francisco Cota Oliveira, mas a PF indeferiu o pedido e recomendou que fosse encaminhado um novo convite para que o religioso fosse à sede da superintendência da instituição em outubro, para um encontro com todos os detentos. Segundo a reportagem, Lula está sem receber visitas religiosas desde janeiro. 

No início de setembro, a corte revisou uma decisão tomada pela 12ª vara de Curitiba e autorizou que Lula recebesse visitas de religiosos e lideres espirituais, independente da crença. “A periodicidade da assistência religiosa ao agravante deverá ser a mesma oferecida aos demais custodiados. No entanto, não se pode determinar de qual religião será a assistência oferecida ao agravante. A crença individual do recorrente deverá ser respeitada, oportunizando-lhe o contato com as religiões que lhe convierem”, diz o texto do acórdão do TRF-4.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email