PSDB terá de devolver mais de R$ 5 milhões aos cofres públicos

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou que partidos devolvam mais de R$ 13,3 milhões aos cofres públicos em virtude de irregularidades na aplicação de recursos do Fundo Partidário em 2012, aponta levantamento feito pelo "Estado de S.Paulo" nas prestações de contas de 30 siglas; o campeão é o PSDB (R$ 5,4 milhões), seguido por PT (R$ 1,53 milhão), DEM (R$ 1 milhão), PMN (R$ 922 mil) e PP (R$ 726 mil)

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou que partidos devolvam mais de R$ 13,3 milhões aos cofres públicos em virtude de irregularidades na aplicação de recursos do Fundo Partidário em 2012, aponta levantamento feito pelo "Estado de S.Paulo" nas prestações de contas de 30 siglas; o campeão é o PSDB (R$ 5,4 milhões), seguido por PT (R$ 1,53 milhão), DEM (R$ 1 milhão), PMN (R$ 922 mil) e PP (R$ 726 mil)
Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou que partidos devolvam mais de R$ 13,3 milhões aos cofres públicos em virtude de irregularidades na aplicação de recursos do Fundo Partidário em 2012, aponta levantamento feito pelo "Estado de S.Paulo" nas prestações de contas de 30 siglas; o campeão é o PSDB (R$ 5,4 milhões), seguido por PT (R$ 1,53 milhão), DEM (R$ 1 milhão), PMN (R$ 922 mil) e PP (R$ 726 mil) (Foto: Aquiles Lins)

247 - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou que partidos devolvam mais de R$ 13,3 milhões aos cofres públicos em virtude de irregularidades na aplicação de recursos do Fundo Partidário em 2012, aponta levantamento feito pelo “Estado de S.Paulo” nas prestações de contas de 30 siglas; o campeão é o PSDB (R$ 5,4 milhões), seguido por PT (R$ 1,53 milhão), DEM (R$ 1 milhão), PMN (R$ 922 mil) e PP (R$ 726 mil).

Falta de documentos que comprovem gastos com hospedagem, passagens aéreas, assessoria e marketing, repasses a diretórios estaduais que estavam impedidos de receber cotas do Fundo Partidário e o não cumprimento da exigência de investir 5% do fundo para programas que incentivem a participação feminina na política são algumas irregularidades.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247