Rui Falcão pede ao STF acesso aos diálogos entre Moro e procuradores

Ex-presidente do Partido dos Trabalhadores, o deputado Rui Falcão (PT-SP) denuncia a cooperação ilegal entre a força-tarefa e autoridades dos Estados Unidos – o que causou prejuízos bilionários ao Brasil

(Foto: Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-presidente do Partido dos Trabalhadores e deputado federal, Rui Falcão (PT-SP) realizou um pedido ao ministro do Supremo Ricardo Lewandowski para que sejam liberadas ao público as mensagens entre o ex-juiz Sergio Moro e procuradores envolvendo o processo do ex-presidente Lula.

No texto, Falcão afirma que o conteúdo das mensagens, que revelaram a completa parcialidade do processo, são também um atentado à soberania nacional: "A verdade é que parte do material apreendido na Operação Spoofing deve ser de conhecimento público, especialmente as mensagens que tratam de possíveis atentados à segurança e soberania nacional, inexistindo qualquer razão para que comunicações funcionais sejam classificadas como documentos sigilosos", diz o texto.

O texto se baseia na comprovação da cooperação ilícita entre autoridades brasileiras e estrangeiras, dos Estados Unidos e Suíça.

Segundo alguns juristas, a cooperação é cabível de enquadramento por lesa-pátria, considerando os prejuízos bilionários à economia nacional que vieram em decorrência da Lava Jato.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email