Stédile: e se Bolsogate fosse com Lula? Certamente a PGR pediria 7 anos

"Nem todos somos iguais perante a lei: imagine se um filho do Lula fosse deputado e recolhesse até 99% dos salários dos servidores de seu gabinete. E que parte desse dinheiro fosse para a dona Marisa. Certamente, a PGR pediria os 7 anos de cadeia por peculato...", comentou nesta segunda-feira 17 o líder nacional do MST, João Pedro Stédile, em referência a Flávio Bolsonaro e seu pai, o presidente eleito, Jair Bolsonaro

Stédile: e se Bolsogate fosse com Lula? Certamente a PGR pediria 7 anos
Stédile: e se Bolsogate fosse com Lula? Certamente a PGR pediria 7 anos (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

247 - O líder nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), João Pedro Stédile, indagou o que aconteceria se o escândalo envolvendo a família Bolsonaro, já chamado de 'Bolsogate', ocorresse com a família do ex-presidente Lula. E criticou a parcialidade da Justiça, que não age de forma igual com todos.

"Nem todos somos iguais perante a lei: imagine se um filho do Lula fosse deputado e recolhesse até 99% dos salários dos servidores de seu gabinete. E que parte desse dinheiro fosse para a dona Marisa. Certamente, a PGR pediria os 7 anos de cadeia por peculato...", publicou no Twitter, em referência a Flávio Bolsonaro e seu pai, o presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247