STF pode adiar julgamento de recurso feito pela defesa de Lula

O julgamento de um recurso impetrado pela defesa do ex-presidente Lula, mantido como preso político há mais de 500 dias, poderá ser adiado pelo fato do ministro Celso de Mello estar de licença médica. Julgamento da reclamação está marcado para a tarde desta terça-feira (27), mas a defesa alega que teve negado o seu direito às provas, o que motivou o pedido de suspensão feito à Corte

(Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | STF)

247 - O julgamento de um recurso impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mantido como preso político há mais de 500 dias em Curitiba, poderá ser adiado. De acordo com o blog do jornalista Guilherme Amado, o julgamento da reclamação está marcado para a tarde desta terça-feira (27), mas a defesa alega que teve negado o seu direito às provas, o que motivou o pedido de suspensão feito à Corte. 

Ainda segundo a reportagem, “como o ministro Celso de Mello está em licença médica, a defesa de Lula acredita que o julgamento do recurso pode ser adiado”. Caso os ministros decidam por continuar o julgamento e haja um empate, será preciso esperar o retorno de Celso De Mello para que um veredito seja proferido. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247