Weintraub, o bobo da corte, nega que pesquisa Datafolha exista

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, que confundiu Kafka com kafta e ridiculariza o cargo com performances com guarda-chuva em pleno expediente, voltou à carga. Disparou um twitter na manhã desta segunda para afirmar que a pesquisa Datafolha que mostra o colapso da imagem do governo Bolsonaro seria uma ficcção. Equiparou-a a personagens da cultura nacional como o Saci Pererê, o Boi Tatá e a Mula sem Cabeça. Mas, além do Datafolha, o MDA e Vox Populi atestam: Bolsonaro está ladeira abaixo

(Foto: Reprodução Twitter)

247 - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, que confundiu Kafka com kafta mostrou ao país que não sabe regras de proporção numa live ao lado de Bolsonaro, que ridiculariza o cargo com performances com guarda-chuva em pleno expediente, voltou à carga. Disparou um twitter na manhã desta segunda-feira (2) para afirmar que a pesquisa Datafolha que mostra o colapso da imagem de Bolsonaro e seu governo seria uma ficção. Equiparou-a a personagens da cultura nacional como o Saci Pererê, o Boi Tatá e a Mula sem Cabeça. Mas além do Datafolha, o MDA e Vox Populi atestam: Bolsonaro está em ladeira abaixo.

Veja o tweet de Weintraub

O  ministro da Educação  está se caracterizando cada dia mais como o grande bobo da corte bolsonarista. Mas, mesmo dentro da corte, cada vez menos riem de suas piadas sem graças, ofensivas. 

Desta vez, ele chegou ao "nível Ernesto Araújo" de negacionismo -o ministro das Relações Exteriores é um terraplanista (pessoas que acreditam que o planeta é plano). Ao negar a pesquisa Datafolha, Weintraub batei de frente com toda a rodade de pesquisas de opinião que saíram à luz nos últimos dias. E todas elas são convergentes.

Primeiro foi a pesquisa do   instituto MDA, em 26 de agosto. quatro dias depois foi o Vox Populi, e, finalmente, nesta segunda-feira (2), o Datalfolha. Todas convergem para a mesma constatação: governo Bolsonaro é rejeitado por 40% da população brasileira e o apoio popular, que já foi mais de 50% e havia escorregado para 1/3 em abril, aproxima-se de apenas 1/4 da população (23% segundo o Vox Populi, 29% para o Datafolha).

O chefe de Weintraub também tentou confrontar os resultados da pesquisas atacando o Datafolha, no mesmo diapasão do ministro. “Alguém acredita no Datafolha? Você acredita em Papai Noel? ", atacou Bolsonaro nesta segunda.

Para azar dos dois a pesquisa do mercado financeiro, divulgada no começo da tarde pela corretora XP, do Ipespe, corroborou a dos demais institutos e aponto um salto na rejeição ao governo de 20% para 33% entre janeiro e agosto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247