Análise prévia da eficácia de vacina de Oxford pode permitir uso emergencial em 2020, diz coordenadora de testes

'Se essa análise mostrar que o resultado é muito positivo, é possível conseguir o licenciamento para uso emergencial — afirmo Lily Yin Weckx, coordenadora dos estudos da vacina na Unifesp

Fiocruz inaugura Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 no Rio 10 de agosto de 2020
Fiocruz inaugura Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 no Rio 10 de agosto de 2020 (Foto: Itamar Crispim/Fiocruz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A última e terceira fase de testes clínicos da vacina Oxford está em curso no país e busca definir se a vacina é eficaz contra a Covid-19. No Brasil, pelo menos 5 mil voluntários da área de saúde participam do estudo, 2 mil deles apenas no estado de São Paulo.

Ao jornal O Globo, a coordenadora dos estudos da vacina na Unifesp, Lily Yin Weckx, afirmou neste domningo (16) que, “se formos seguir todos os passos de desenvolvimento da pesquisa, o estudo vai terminar em junho do ano que vem. Mas o que se espera é que, como temos vários centros estudando, com um grande número de pessoas sendo avaliadas, é que possamos fazer uma análise interina dos dados. Se essa análise mostrar que o resultado é muito positivo, é possível conseguir o licenciamento para uso emergencial — afirmou a médica. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247