Brasil registra mais 1.209 mortes por Covid-19 e ultrapassa 227 mil óbitos

Também foram registrados 53.665 novos casos da doença nesta quarta-feira (3). Com isso, o país chegou a 9.339.921 de pessoas infectadas pelo novo coronavírus

(Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - O Brasil registrou 1.209 novas mortes pela Covid-19 e 53.665 novos casos da doença nesta quarta-feira (3). Com isso, o país chegou a 227.592 óbitos e a 9.339.921 de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

De acordo com os dados coletados até as 20h, divulgados pelo consórcio de imprensa, a média móvel de novas mortes nos últimos sete dias é de 1.051. O valor da média representa um aumento de 4% em relação ao dado de 14 dias atrás.

Já a média móvel de casos nos últimos sete dias foi de 48.491 novos diagnósticos por dia. O número representa uma variação de -9% em relação aos casos registrados em duas semanas.

Os dados mostram que dez estados e o Distrito Federal estão com alta nas mortes: Paraná, Goiás, Acre, Amazonas, Pará, Roraima, Rondônia, Bahia, Ceará, Maranhão.

Já o balanço da vacinação contra Covid-19 no Brasil aponta que 26 estados e o Distrito Federal vacinaram 2.767.131 pessoas.

Nesta quarta-feira (3), as atenções do país se voltaram para a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que determinou que testes de vacinas contra a Covid-19 em voluntários brasileiros deixaram de ser item obrigatório para empresas que desejam solicitar a autorização para uso emergencial do imunizante no Brasil.

A decisão abre caminho para a aplicação da vacina russa Sputnik V no país. Nesta sexta-feira (5), representantes da agência vão se reunir com o Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya (Centro Gamaleya), da Rússia, e devem definir a compra de 30 milhões de doses do imunizante.

Na última terça-feira (2) foi publicado um estudo pela revista científica The Lancet mostrando que a eficácia da vacina Sputnik V é de 91,6% em um regime de duas doses.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email