“Manaus pode ser outras capitais amanhã. Temos que estar preparados”, prevê pesquisador da Fiocruz

“Dentro das estatísticas nacionais, alguns estados estão caminhando para isso, ou seja, aumentando o número de casos e internações, e é uma situação muito preocupante”, disse à TV 247 o médico Bernardino Albuquerque sobre o colapso em Manaus. Assista

Bernardino Albuquerque
Bernardino Albuquerque
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Comentando na TV 247 o colapso no sistema de saúde de Manaus, que não suportou o alto número de pacientes com Covid-19 necessitando de ajuda respiratória, o que provocou a morte de doentes asfixiados, o médico e pesquisador da Fiocruz Amazonas Bernardino Albuquerque chamou a atenção para um fator ainda mais preocupante: “Manaus pode ser outros estados amanhã”.

Segundo o especialista, o aumento no número de casos, hospitalizações e mortes em razão do coronavírus em diversas partes do país evidencia que um cenário ainda mais rigoroso de disseminação do vírus pode estar por vir.

É necessário, de acordo com o médico, um planejamento muito consistente para o sistema de saúde suportar mais uma onda da pandemia ainda mais intensa. “Aconteceu aqui em Manaus e tem probabilidade de acontecer em qualquer estado do Brasil. Então primeiro nós temos que realmente estar preparados para isso, tem que haver um bom planejamento no que diz respeito a essa questão da atenção, coisa que não foi feita aqui. Os estados não podem relevar isso como exemplo, têm que realmente se preparar porque é passível de acontecer em outros estados. Dentro das estatísticas nacionais, alguns estados estão caminhando para isso, ou seja, aumentando o número de casos, aumentando o número de internações, e isso é uma situação muito preocupante. Manaus pode ser os outros estados amanhã, é uma coisa que realmente tem que ser muito bem planejada, muito bem pensada”.

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email