CPI apreende celular de Dominguetti e fará perícia no áudio que compromete Luís Miranda

O deputado nega envolvimento no esquema de propinas no Ministério da Saúde. Ele defendeu a prisão de Dominguetti

(Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O representante comercial da empresa Davati Medical Supply Luiz Paulo Dominguetti teve seu celular apreendido pela CPI da Covid. 

Seguindo despacho da senadora Simone Tebet (MDB-MS), o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) determinou a apreensão do aparelho e a realização de uma perícia sobre os áudios comprovando que o deputado Luís Miranda (DEM-DF) estaria envolvido no esquema de propinas pelas vacinas no Ministério da Saúde

Segundo Miranda, que acompanhava a CPI, Dominguetti "está mentindo". Ele defendeu a prisão do empresário. O presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), disse que o deputado alega que as gravações foram editadas. 

PUBLICIDADE

Miranda disse que o áudio apresentado pelo representante da Davati é de 15 de outubro do ano passado e se trata de uma negociação para comprar luvas. "Resta saber quem plantou esse cara na CPI", disse. 

Assista ao vivo na TV 247: 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email