Deborah Secco diz estar "chocada" com Bolsonaro

Premiada pela interpretação da personagem principal do filme Bruna Surfistinha, a atriz Deborah Secco disse estar espantada com a declaração de Jair Bolsonaro sobre o longa-metragem; "Fico um pouco chocada porque o filme retrata uma história real não só da Raquel, mas de outras milhares de mulheres que se encontram nessa situação", disse

(Foto: Andre Nicolau)

247 - Premiada pela interpretação da personagem principal do filme Bruna Surfistinha, a atriz Deborah Secco disse estar espantada com a declarçaão do presidente Jair Bolsonaro sobre o longa-metragem. O chefe do Planalto que disse não admitir "ver filmes como Bruna Surfistinha sendo apoiado com dinheiro público". O filme retala a vida de uma mulher, interpretada por Deborah Secco, que se usa drogas e se prostitui. 

“Fico um pouco chocada porque o filme retrata uma história real não só da Raquel, mas de outras milhares de mulheres que se encontram nessa situação. O que a gente queria com o filme era debater e falar sobre como nós, como a população, lida com essa realidade”, afirmou Secco à coluna F5, da Folha, nesta sexta-feira (19).

Ela afirmou que a arte também tem a função de trazer pro debate público temas pouco falado. “Queria muito que nenhuma mulher estivesse nessa situação, que tivesse que se vender para sobreviver, mas essa não é a realidade do nosso país. A gente precisa falar sobre isso, resolver, debater. Uma das funções da arte é essa, fazer com que a gente consiga debater questões que podem ser esquecidas ou são escondidas”, declarou.

Antonia Pellegrino, premiada roteirista do filme “Bruna Surfistinha”, também rebateu Bolsonaro. “O que você não deveria admitir é 13 milhões de desempregados, universidades sucateadas e ter laranjas na sua família. Cegueira e ignorância levam à censura. Melhore”, disparou Pellegrino.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247