Ao menos 160 mil estão recebendo o auxílio emergencial de forma irregular

Segundo a CGU lista inclui desde sócios de empresas com empregados cadastrados no programa , donos de carros avaliados em mais de R$ 60 mil, proprietários de embarcações e até pessoas com domicílio fiscal em outros países

Lançamento do aplicativo CAIXA|Auxílio Emergencial
Lançamento do aplicativo CAIXA|Auxílio Emergencial (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Controladoria-Geral da União (CGU) identificou que cerca de 160 mil pessoas estão recebendo irregularmente o auxílio emergencial de R$ 600 pagos pelo governo federal por causa da pandemia do novo coronavírus. 

Segundo o ministro da CGU, Wagner Rosário, nesta lista estão desde sócios de empresas com empregados cadastrados no programa de auxílio, donos de carros avaliados em mais de R$ 60 mil, proprietários de embarcações, pessoas físicas que doaram mais de R$ 10 mil nas últimas campanhas eleitorais e até pessoas com domicílio fiscal em outros países. 

De acordo com reportagem do jornal O Globo, a CGU está cruzando diferentes bancos de dados para tentar identificar as fraudes para poder cortar os pagamentos feitos indevidamente. 

No início de maio, o Ministério da Defesa anunciou que cerca de 73,2 mil  teriam recebido o auxílio emergencial de forma indevida. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247