Dono do Madero se diz triste por reação a vídeo em que justifica mortes e se declara bolsonarista

“Estranhei com a repercussão porque toda a ideia é muito deturpada. As pessoas têm a interpretação que bem entendem. Triste”, declarou o empresário Junior Durski

(Foto: Reprodução/Instagram)

247 - O empresário Júnior Durski, dono dos restaurantes Madero, se disse triste nesta terça-feira, 24, pela repercussão negativa do vídeo que gravou nas redes sociais defendendo retorno ao trabalho, ainda que a pandemia do novo coronavírus cause '5 mil ou 7 mil" mortes. 

“Estranhei com a repercussão porque toda a ideia é muito deturpada. As pessoas têm a interpretação que bem entendem. Triste”, declarou ao site Paraná Portal.

Mais cedo, ele publicou um novo vídeo em seu Instagram, pedindo desculpas e reforçando que foi mal interpretado ao falar das mortes da Covid-19. 

Durski voltou a defender o governo de Jair Bolsonaro e declarou voto numa eventual candidatura à reeleição do ex-capitão. “Eu sempre declarei apoio ao Jair Bolsonaro, mas acho que todo mundo erra", avalia. 

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247