Gasolina sobe 3,3% em uma semana e chega a custar R$ 7,49 o litro, diz ANP

Com o último reajuste, o valor médio do litro do combustível nos postos do país é de R$ 6,32 e máximo de R$ 7,4, informou a Agência Nacional do Petróleo, Gás e Combustível (ANP). Em seis estados o preço da gasolina ficou acima de R$ 7

www.brasil247.com -
(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A Agência Nacional do Petróleo, Gás e Combustível (ANP) informou que o preço do litro do combustível nos postos do país aumentou 3,3% na semana passada, atingindo o valor médio de R$ 6,32 e máximo de R$ 7,49. O motivo foi o reajuste do preço da gasolina e do gás de cozinha (GLP) anunciado pela Petrobrás no começo do mês. A alta no valor da gasolina e do gás de cozinha foi de 7,2% e entrou em vigor em 9 de outubro.

De acordo com informações do portal G1, em seis estados o preço da gasolina ficou acima de R$ 7: Acre (R$ 7,30), Mato Grosso (R$ 7,04), Minas Gerais (R$ 7,17), Rio Grande do Sul (R$ 7,49), Rio de Janeiro (R$ 7,39), Piauí (R$ 7,15).

O preço do botijão de gás aumentou 1,8% nas revendas na última semana, atingindo o valor médio de R$ 100,44 e o valor máximo de R$ 135.

PUBLICIDADE

O diesel também sofreu reajuste, de 0,3% ante a semana anterior. O valor médio do litro combustível foi de R$ 4,97 e máximo de R$ 6,41.

A ANP registrou, ainda, avanço nos preços do litro do etanol: 0,9%. O litro do combustível registrou preço médio R$ 4,81 e máximo de R$ 7,09.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email