General no comando da Petrobras é mais uma derrota de Paulo Guedes

Bolsonaro demitiu Roberto Castello Branco, representante do mercado, assim como Guedes, para colocar um general em seu lugar

(Foto: Reuters/Sergio Moraes)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A demissão do agora ex-presidente da Petrobras Roberto Castello Branco nesta sexta-feira (19) é mais uma derrota do ministro da Economia, Paulo Guedes, cada vez mais diminuído no governo Jair Bolsonaro.

Castello Branco, representante do mercado financeiro, assim como Guedes, deixa o posto e será substituído pelo general Joaquim Silva e Luna, que aumenta o número de militares no governo federal

"Só imagina agora a turminha do mercado vendo Bolsonaro tirar o cara deles da presidência da Petrobras e trocando por um general (mais um)... Quem com Bolsonaro fere, com Bolsonaro sera ferido", ironizou o economista Eduardo Moreira.

Um militar no comando da estatal pode representar uma derrota de Guedes também no plano de privatizações, visto que a ala militar, por vezes, se coloca contra a cessão de estatais à iniciativa privada, uma das grandes obsessões do ministro da Economia.

Inscreva-se na TV 247, seja membro, e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email