Governador do Piauí defende acesso às reservas cambiais

“Estamos na UTI sangrando. E temos uma poupança, as reservas cambiais, que pode estancar o sangramento. Não vamos utilizar esse remédio”, disse Wellington Dias (PT), governador do Piauí; o PT tem pressionado o novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, a dar uma “guinada à esquerda” na economia e poupar as bases sociais dos ajustes 

“Estamos na UTI sangrando. E temos uma poupança, as reservas cambiais, que pode estancar o sangramento. Não vamos utilizar esse remédio”, disse Wellington Dias (PT), governador do Piauí; o PT tem pressionado o novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, a dar uma “guinada à esquerda” na economia e poupar as bases sociais dos ajustes 
“Estamos na UTI sangrando. E temos uma poupança, as reservas cambiais, que pode estancar o sangramento. Não vamos utilizar esse remédio”, disse Wellington Dias (PT), governador do Piauí; o PT tem pressionado o novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, a dar uma “guinada à esquerda” na economia e poupar as bases sociais dos ajustes  (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O governador do Piauí defendeu acesso às reservas cambiais para amenizar os efeitos da crise. “Estamos na UTI sangrando. E temos uma poupança, as reservas cambiais, que pode estancar o sangramento. Não vamos utilizar esse remédio”, disse Wellington Dias (PT), segundo o colunista Ilimar Franco.

O PT tem pressionado o novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, a dar uma “guinada à esquerda” na economia e poupar as bases sociais dos ajustes.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247