Governo adiou anúncio do auxílio de R$ 400 após auxiliares de Guedes ameaçarem pedir demissão

Segundo a jornalista Carla Araújo, houve reação do secretário especial da Fazenda, Bruno Funchal, e do secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, à proposta de elevar o auxílio para R$ 400, com parte do recurso contabilizados fora do teto de gastos

www.brasil247.com - Bolsa Família e Paulo Guedes
Bolsa Família e Paulo Guedes (Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O anúncio do novo Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família, com parte dos recursos fora do teto de gastos, que estava prevista para a tarde desta terça-feira (19), foi cancelado pelo governo depois que parte da equipe do ministro Paulo Guedes ameaçou pedir demissão em protesto contra a medida. 

Segundo a jornalista Carla Araújo, colunista do UOL, houve reação do secretário especial da Fazenda, Bruno Funchal, e do secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, à proposta de elevar o auxílio para R$ 400, com parte do recurso contabilizados fora do teto de gastos. 

"Nas palavras de um auxiliar de Bolsonaro, 'os homens que têm a chave do cofre ameaçaram pedir demissão'", disse a jornalista. 

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email