Pentágono pede que empresas de tecnologia não trabalhem com a China

O chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, general Joseph Dunford, disse neste sábado (17) considerar problemático que as empresas de tecnologia estadunidenses não queiram trabalhar com o Pentágono, mas que estejam dispostas a se envolver com os chineses. "Eu tenho dificuldades com empresas que estão trabalhando muito duro para se engajar no mercado dentro da China... então não querem trabalhar com os militares dos EUA", disse Dunford no Fórum Internacional de Segurança de Halifax

Pentágono pede que empresas de tecnologia não trabalhem com a China
Pentágono pede que empresas de tecnologia não trabalhem com a China

Da Agência Sputinik – O chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, general Joseph Dunford, disse neste sábado (17) considerar problemático que as empresas de tecnologia estadunidenses não queiram trabalhar com o Pentágono, mas que estejam dispostas a se envolver com os chineses.

"Eu tenho dificuldades com empresas que estão trabalhando muito duro para se engajar no mercado dentro da China... então não querem trabalhar com os militares dos EUA", disse Dunford no Fórum Internacional de Segurança de Halifax. "Eu só tenho uma expressão simples: nós somos os mocinhos."

No início deste ano, milhares de pessoas assinaram uma petição pedindo ao Google o cancelamento do Projeto Maven, que fornece ao Pentágono os algoritmos artificialmente inteligentes da empresa para interpretar imagens de vídeo e melhorar o direcionamento de ataques com drones.

Dunford evitou mencionar o nome do Google, mas disse que as empresas que compartilham a propriedade intelectual com empresários chineses estão essencialmente compartilhando com os militares chineses.

Segundo relatos, o Google trabalha em uma versão móvel de seu mecanismo de busca que obedecerá a rígidos controles de censura na China.

"Isso não é sobre fazer algo que é antiético, ilegal ou imoral", disse Dunford. "Trata-se de assegurar que coletivamente podemos defender os valores que defendemos. Esse seria o argumento que faço para as empresas de tecnologia."

Dunford disse que os EUA têm uma vantagem competitiva desde a Segunda Guerra Mundial por causa da cooperação pública e privada e afirmou que quem dominar a inteligência artificial terá uma vantagem em combate.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247