Marcinho assume ter atropelado casal no Rio de Janeiro

O jogador disse que estava sóbrio e que procurou o primo e o pai após o acidente por não estar em condições psicológicas para ir à polícia

Marcinho, ex-Botafogo
Marcinho, ex-Botafogo (Foto: Vitor Silva/Botafogo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-jogador do Botafogo, Márcio de Oliveira Almeida, o Marcinho, admitiu à polícia nesta segunda-feira, 4, ter atropelado um casal no Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro, no último dia 30, segundo a CNN.

Em depoimento, Marcinho conta que estava na casa do primo combinando uma confraternização para a virada do ano, quando sua esposa ligou pedindo para que ele fosse ao mercado comprar alguns itens para a ceia.

Na volta para a casa de seu primo, o ex-lateral direito do Botafogo passou pela avenida Lúcio Costa e um casal saiu, repentinamente, do estacionamento em direção à pista. Ele afirma que tentou desviar, mas acabou atingindo o homem.

Estilhaços de vídeo voram no rosto do jogador, que ao notar a aglomeração em torno do acidente, deixou o local sem prestar socorro por medo de linchamento.

O jogador disse que estava sóbrio e que procurou o primo e o pai após o acidente por não estar em condições psicológicas para ir à polícia. Ele também alega estar recebendo ameaças de morte constantes.

O pai de Marcinho, Sérgio Oliveira, já prestou esclarecimentos, uma vez que o carro do acidente estava registrado no nome da empresa do pai. O veículo, de modelo Mini Cooper, foi abandonado a 600 metros do local do acidente e já passou por perícia.

O professor Alexandre Silva de Lima morreu na hora do acidente e sua mulher, Maria Cristina José Soares, fraturou a bacia e as duas pernas e precisou passar por cirurgia. Ela está internada.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247