Aliados reforçam apoio a Pimenta da Veiga

Em meio às especulações de que o ex-ministro Pimenta da Veiga (PSDB) desistiria da sua candidatura ao governo de Minas em decorrência da denúncia de ter recebido R$ 300 mil das agências publicitária de Marcos Valério, o presidente do PTB mineiro, deputado Dilzon Melo, disse que os boatos foram espalhados por adversários que estariam "desesperados"; "Não vamos dar respostas para alimentar ainda mais fofoca. Simplesmente estaremos juntos"

Em meio às especulações de que o ex-ministro Pimenta da Veiga (PSDB) desistiria da sua candidatura ao governo de Minas em decorrência da denúncia de ter recebido R$ 300 mil das agências publicitária de Marcos Valério, o presidente do PTB mineiro, deputado Dilzon Melo, disse que os boatos foram espalhados por adversários que estariam "desesperados"; "Não vamos dar respostas para alimentar ainda mais fofoca. Simplesmente estaremos juntos"
Em meio às especulações de que o ex-ministro Pimenta da Veiga (PSDB) desistiria da sua candidatura ao governo de Minas em decorrência da denúncia de ter recebido R$ 300 mil das agências publicitária de Marcos Valério, o presidente do PTB mineiro, deputado Dilzon Melo, disse que os boatos foram espalhados por adversários que estariam "desesperados"; "Não vamos dar respostas para alimentar ainda mais fofoca. Simplesmente estaremos juntos" (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 – Em meio às polêmicas envolvendo o ex-ministro das Comunicações Pimenta da Veiga (PSDB), pré-candidato ao governo de Minas, rechaçaram as especulações de que o tucano desistiria da sua candidatura em decorrência da denúncia envolvendo o ex-ministro.

"O Pimenta é um político curado e consolidado, que pensou muito para ser candidato. Sabemos que a campanha vai ser de muitos ataques pelo candidato adversário (Fernando Pimentel, do PT), apoiado por um governo federal em queda livre nas pesquisas e envolvido em escândalos", disse um presidente de partido que preferiu não ser identificado, referindo-se referia à crise envolvendo a Petrobras e a compra da refinaria de Pasadena, no Texas, Estados Unidos. As informações são do jornal Estado de Minas.

O encontro entre os aliados de Pimenta da Veiga teve como objetivo reforçar a apoio ao tucano. O ex-ministro é acusado pela Polícia Federal de receber R$ 300 mil das agências de publicidade de Marcos Valério, condenado na Ação Penal 470, o 'mensalão'. Veiga afirma que o pagamento foi referente a serviços de advocacia.

De acordo com o presidente do PTB e deputado estadual Dilzon Melo, as especulações em torno da possível desistência de Veiga foram espalhadas por adversários que estariam "desesperados". "Não vamos dar respostas para alimentar ainda mais fofoca. Simplesmente estaremos juntos", declarou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247