Aracaju em caos: sem coleta de lixo (de novo) e com greve de ônibus

Aracaju amanheceu nesta quarta-feira (12) numa situação complexa: dois dos principais serviços públicos foram descontinuados. A coleta de lixo, de responsabilidade da empresa Torre, que opera para a prefeitura da capital, foi suspensa novamente. Esta é a terceira vez neste ano, em decorrência de atrasos no pagamento por parte da administração municipal. Além disso, motoristas e cobradores de duas empresas de ônibus suspenderam a circulação de 20 linhas do transporte público. O trânsito ficou caótico.

Aracaju amanheceu nesta quarta-feira (12) numa situação complexa: dois dos principais serviços públicos foram descontinuados. A coleta de lixo, de responsabilidade da empresa Torre, que opera para a prefeitura da capital, foi suspensa novamente. Esta é a terceira vez neste ano, em decorrência de atrasos no pagamento por parte da administração municipal. Além disso, motoristas e cobradores de duas empresas de ônibus suspenderam a circulação de 20 linhas do transporte público. O trânsito ficou caótico.
Aracaju amanheceu nesta quarta-feira (12) numa situação complexa: dois dos principais serviços públicos foram descontinuados. A coleta de lixo, de responsabilidade da empresa Torre, que opera para a prefeitura da capital, foi suspensa novamente. Esta é a terceira vez neste ano, em decorrência de atrasos no pagamento por parte da administração municipal. Além disso, motoristas e cobradores de duas empresas de ônibus suspenderam a circulação de 20 linhas do transporte público. O trânsito ficou caótico. (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sergipe 247 - Aracaju amanheceu nesta quarta-feira (12) numa situação complexa: dois dos principais serviços públicos foram descontinuados. A coleta de lixo, de responsabilidade da empresa Torre, que opera para a prefeitura da capital, foi suspensa novamente. Esta é a terceira vez neste ano, em decorrência de atrasos no pagamento por parte da administração municipal. Além disso, motoristas e cobradores de duas empresas de ônibus suspenderam a circulação de 20 linhas do transporte público. O trânsito ficou caótico.

Lixo

A Torre suspendeu a coleta de lixo domiciliar alegando descumprimento de um acordo por parte da prefeitura. Os funcionários que chegaram para trabalhar nesta manhã foram liberados a voltarem para casa até que a situação seja resolvida entre a empresa e a administração municipal. A Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), que gerencia o serviço, informou através de nota oficial que todas as medidas já estão sendo tomadas no intuito da solução do problema.

Transporte

Motoristas e cobradores das empresas Tropical e Progresso que exploram mais de 20 linhas do sistema de transporte público da região metropolitana cruzaram os braços. A greve foi motivada pelo atraso dos salários e do auxílio alimentação. Os funcionários estão há 45 dias sem receber.

O trânsito ficou caótico, principalmente na avenida Marechal Rondon e na rodovia João Bebe Água. Os grevistas se concentraram na porta da empresa na Marechal Rondon e o trânsito ficou muito lento durante toda manhã.

Os entendimentos entre grevistas e representantes das empresas estão sendo conduzidos pelo vereador Adriano Oliveira (PSDB). Ele informou que as empresas estariam dispostas a efetuar o pagamento da quinzena dos salários até a quinta-feira (13), o auxílio alimentação no sábado (15) e o restante da remuneração seria paga no dia 31. Mas os grevistas recusaram e mantiveram a mobilização.

Em nota à imprensa, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) informou que adotou medidas para suprir o atendimento às linhas afetadas pela greve dos rodoviários, lamentou a paralisação e observou que as duas empresas estão em ritmo positivo nas negociações, esperando que o sistema seja normalizado ainda nesta manhã.

Com informações do Portal Infonet e G1 Sergipe

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email