Com o fim da aposentadoria pública, brasileiro já corre para a previdência privada

Desde que Michel Temer anunciou sua reforma dá Previdência que deixará 70% dos brasileiros sem aposentadoria pública, segundo o Dieese, os aportes a planos abertos de aposentadoria privada em 2016 subiram 19,9%; valor investido pelos brasileiros no ano do golpe parlamentar foi de R$ 114,72 bilhões informou nesta segunda-feira a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi), que representa 67 seguradoras e entidades abertas de previdência complementar; para este ano, a expectativa é de que o ritmo de expansão suba para pelo menos 25%

Desde que Michel Temer anunciou sua reforma dá Previdência que deixará 70% dos brasileiros sem aposentadoria pública, segundo o Dieese, os aportes a planos abertos de aposentadoria privada em 2016 subiram 19,9%; valor investido pelos brasileiros no ano do golpe parlamentar foi de R$ 114,72 bilhões informou nesta segunda-feira a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi), que representa 67 seguradoras e entidades abertas de previdência complementar; para este ano, a expectativa é de que o ritmo de expansão suba para pelo menos 25%
Desde que Michel Temer anunciou sua reforma dá Previdência que deixará 70% dos brasileiros sem aposentadoria pública, segundo o Dieese, os aportes a planos abertos de aposentadoria privada em 2016 subiram 19,9%; valor investido pelos brasileiros no ano do golpe parlamentar foi de R$ 114,72 bilhões informou nesta segunda-feira a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi), que representa 67 seguradoras e entidades abertas de previdência complementar; para este ano, a expectativa é de que o ritmo de expansão suba para pelo menos 25% (Foto: Aquiles Lins)

SÃO PAULO (Reuters) - Os aportes a planos abertos de aposentadoria privada em 2016 subiram 19,9 por cento, a 114,72 bilhões de reais, informou nesta segunda-feira a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi).

Segundo a entidade, que representa 67 seguradoras e entidades abertas de previdência complementar, o ritmo de crescimento de 2016 manteve a taxa de 2015, em meio ao noticiário frequente sobre esforços do governo Michel Temer de promover reformas no sistema público de previdência do país.

Na sexta-feira, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia defendeu que a proposta de reforma da Previdência seja votada com os pontos enviados pelo governo, apesar de reconhecer que a regra de transição para os contribuintes é "sempre polêmica".

Já a captação líquida dos planos cresceu cerca de 24 por cento em 2016, ficando com saldo positivo de 60,83 bilhões de reais, dentro da expectativa informada no início de dezembro pelo presidente da Fenaprevi, Edson Franco. Para este ano, a expectativa é de que o ritmo de expansão suba para pelo menos 25 por cento.

O sistema de previdência aberta privada contabiliza 13.059.671 indivíduos com planos no país, sendo que deste total 9.918.783 são participantes de planos individuais (já computados os planos para menores) e 3.140.888 de planos empresariais. 

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247