Deputado Rogério Correia pede cassação de Aécio e devolução da propina

Em vídeo, o deputado Rogerio Correia (PT-MG) defende a cassação do senador Aécio Neves (PSDB-MG), que foi delatado por dois executivos da Odebrecht por propinas de 3% nas obras da Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, que foi orçada em R$ 500 milhões e custou R$ 2,1 bilhões; Correia diz que a denúncia é antiga, mas que Aécio foi protegido até hoje por uma "blindagem" que criou junto à mídia, setores do Ministério Público, Tribunal de Contas e da Justiça; o parlamentar cobra ainda a devolução aos cofres de Minas Gerais o dinheiro das irregularidades dessa obra "desnecessária", além de "rapidez" e "seriedade" por parte da Justiça; "Não dá para o nosso querido juiz Sérgio Moro ficar de namorico com Aécio Neves. Também não é possível que Janot demore a apresentar essas denúncias"; assista

Em vídeo, o deputado Rogerio Correia (PT-MG) defende a cassação do senador Aécio Neves (PSDB-MG), que foi delatado por dois executivos da Odebrecht por propinas de 3% nas obras da Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, que foi orçada em R$ 500 milhões e custou R$ 2,1 bilhões; Correia diz que a denúncia é antiga, mas que Aécio foi protegido até hoje por uma "blindagem" que criou junto à mídia, setores do Ministério Público, Tribunal de Contas e da Justiça; o parlamentar cobra ainda a devolução aos cofres de Minas Gerais o dinheiro das irregularidades dessa obra "desnecessária", além de "rapidez" e "seriedade" por parte da Justiça; "Não dá para o nosso querido juiz Sérgio Moro ficar de namorico com Aécio Neves. Também não é possível que Janot demore a apresentar essas denúncias"; assista
Em vídeo, o deputado Rogerio Correia (PT-MG) defende a cassação do senador Aécio Neves (PSDB-MG), que foi delatado por dois executivos da Odebrecht por propinas de 3% nas obras da Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, que foi orçada em R$ 500 milhões e custou R$ 2,1 bilhões; Correia diz que a denúncia é antiga, mas que Aécio foi protegido até hoje por uma "blindagem" que criou junto à mídia, setores do Ministério Público, Tribunal de Contas e da Justiça; o parlamentar cobra ainda a devolução aos cofres de Minas Gerais o dinheiro das irregularidades dessa obra "desnecessária", além de "rapidez" e "seriedade" por parte da Justiça; "Não dá para o nosso querido juiz Sérgio Moro ficar de namorico com Aécio Neves. Também não é possível que Janot demore a apresentar essas denúncias"; assista (Foto: Ana Pupulin)

Minas 247 - O deputado estadual Rogério Correia (PT-MG) gravou um vídeo no qual comenta a denúncia feita nesta quinta-feira 2 na imprensa contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), de que o tucano definiu conluio em licitação durante a construção da Cidade Administrativa de Belo Horizonte, segundo delator da Odebrecht.

Correia diz que a denúncia é antiga, mas que Aécio foi protegido até hoje por uma "blindagem" que criou junto à mídia, a setores do Ministério Público, do Tribunal de Contas e da Justiça, construindo um "glamour em torno dele". Ele cita que Aécio também perseguia quem fizesse denúncias contra ele, e que ele próprio já quase foi cassado por conta disso.

O parlamentar pede a devolução aos cofres de Minas Gerais - Estado que "está falido", lembra Correia, que atribui o problema ao ex-governador Aécio - o dinheiro das irregularidades dessa obra "desnecessária", a cassação do mandato do senador e "rapidez" e "seriedade" da Justiça.

"Não dá para o nosso querido juiz Sérgio Moro ficar de namorico com Aécio Neves em prêmios", ironiza. "Também não é possível que o doutor Janot demore a apresentar essas denúncias", cobra.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247