Dez anos depois, vítimas de enchentes recebem moradias

Dez anos após as enchentes em Alagoas, vítimas receberam 243 apartamentos em Maceió. Entrega foi feita com a presença do ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro. Segundo ele, "o governo federal pensou no conforto dessas pessoas e já estamos analisando recursos de mobilidade para viabilizar transporte público de qualidade para elas"

Dez anos após as enchentes em Alagoas, vítimas receberam 243 apartamentos em Maceió. Entrega foi feita com a presença do ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro. Segundo ele, "o governo federal pensou no conforto dessas pessoas e já estamos analisando recursos de mobilidade para viabilizar transporte público de qualidade para elas"
Dez anos após as enchentes em Alagoas, vítimas receberam 243 apartamentos em Maceió. Entrega foi feita com a presença do ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro. Segundo ele, "o governo federal pensou no conforto dessas pessoas e já estamos analisando recursos de mobilidade para viabilizar transporte público de qualidade para elas" (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas247 - Famílias que foram vítimas das enchentes ocorridas em 2004 em Maceió terão um carnaval diferente, dez anos após o desastre. Isso porque 243 apartamentos foram entregues, na manhã desta sexta-feira (28), no bairro do Ouro Preto, parte alta da capital, durante solenidade que contou com a presença do ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro.

Os imóveis entregues ficam distribuídos em 15 blocos e cada apartamento conta com 42m². Durante a solenidade, o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, afirmou que recursos para investimento na infraestrutura do entorno do residencial já estão sendo alocados, visando proporcionar mais qualidade de vida às famílias beneficiadas.

"A entrega desse residencial é uma etapa importante para a vida dessas famílias. O governo federal pensou no conforto dessas pessoas e já estamos analisando recursos de mobilidade para viabilizar transporte público de qualidade para elas", afirmou.

De acordo com o vice-prefeito Marcelo Palmeira, as moradias vão beneficiar cerca de mil pessoas. "Esse residencial foi construído com recursos do programa do governo federal 'Minha Casa, Minha Vida' para tirar as pessoas da Grota Grutão, considerada uma área de risco. O 'Habite-se' já foi liberado e elas já poderão se mudar a partir de amanhã", destacou.

Ainda segundo o prefeito em exercício - em função de licença para férias de Rui Palmeira -, o Município quer construir no mesmo local uma creche, uma escola e um terminal de ônibus, o que vai facilitar a vida das famílias do local.

Na solenidade de entrega dos apartamentos, o vice-presidente regional da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, falou sobre o Minha Casa, Minha Vida, considerado o maior programa habitacional do país. "Tudo isso não seria possível sem o esforço e envolvimento de todos. O programa é o maior do setor habitacional e um sucesso em todo o país. É uma satisfação a entrega desses apartamentos a essas famílias", falou.

Cada família beneficiada pagará uma parcela que pode chegar, no máximo, a R$ 70. O investimento para as obras do Residencial totalizam R$ 12.720 milhões. A entrega dos apartamentos obedece ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado pela Prefeitura de Maceió e o Ministério Público Estadual, em 29 de janeiro de 2007, em função das chuvas no bairro de Ouro Preto que atingiu a comunidade no ano de 2004.

O suplente Euclydes Mello representou o senador Fernando Collor na solenidade e ressaltou sua atuação e dos demais parlamentares para que a entrega das moradias fosse concretizada. "Essa construção se deve à atuação dos senadores em Brasília. Tal conquista é motivo de alegria para todas essas famílias e para nós que contribuímos para a diminuição do déficit habitacional", avaliou.

Os moradores do Grutão foram vítimas de um desabamento no ano de 2004, quando oito pessoas morreram. Quatro vítimas fatais do deslizamento de barreira eram filhos da faxineira Josenilda Maria de Souza Santana, que, à época do acidente, tinha se submetido a uma cirurgia havia dois meses.

Ela é uma das beneficiadas que recebeu a chave nesta sexta. "É uma alegria muito grande depois da perda dos meus quatro filhos, após 10 anos de sofrimento, de espera. Vou deixar de pagar um aluguel de 180 reais para pagar R$ 33,50 por um apartamento meu. Ano novo, vida nova. O que perdi não terei de volta, mas outras conquistas estão surgindo", disse, com um sorriso no rosto.

Com gazetaweb.com

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email