Estádio atrasado da Copa da Rússia em Samara será concluído no prazo, diz empreiteira

Com 45 mil assentos, o estádio de Samara é a sede da Copa da Rússia com as obras mais atrasadas - de acordo com a previsão, as obras estão 30 dias atrasadas; no entanto, a empreiteira responsável pela construção garante que irá compensar o tempo perdido e entregar a obra no prazo

samara estadio
samara estadio (Foto: Charles Nisz)

Gabrielle Tétrault-Farber, da Reuters - O trabalho de construção do estádio da Copa do Mundo de 2018 na cidade russa de Samara está cerca de 30 dias atrasado, disse a empreiteira responsável pela obra, acrescentando que compensará o tempo perdido.

O trabalho na nova arena de 45 mil assentos, uma das 12 que receberão jogos do Mundial no próximo verão do hemisfério norte, vem sendo assolado por atrasos nos últimos meses.

"Teríamos preferido um ritmo de construção mais rápido", disse Sergei Ponomaryov, vice-diretor da empreiteira PSO Kazan, aos repórteres. "Calculamos que estamos cerca de 30 dias atrás do prazo".

Ponomaryov disse que a parte principal da obra será concluída até o final do ano, o prazo inicial para sua finalização.

Mas nesta quarta-feira guindastes dominavam o horizonte acima do estádio e estruturas de metal imponentes apoiavam o teto.

O campo tampouco foi assentado, ao contrário do que ocorre em alguns outros estádios sendo construídos para o torneio.

O governador da região de Samara, Nikolai Merkushkin, atribuiu o atraso ao tempo desfavorável, incluindo as chuvas pesadas da primavera.

"Em setembro voltaremos aos trilhos", afirmou.

No mês passado o vice-primeiro-ministro russo, Vitaly Mutko, disse não haver "nenhuma dúvida" de que o local estará pronto até o final do ano, relatou a agência de notícias Tass.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247