Grevistas e governo tentam pôr fim a impasse

Sindicatos que compõem o movimento grevista e membros do governo estadual marcara para a próxima segunda-feira (19) uma nova reunião entre representantes dos grevistas e o Comitê Gestor do Estado; o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Tocantins, Cleiton Pinheiro, disse "as sugestões foram captadas pelo governo e eles disseram que vão fazer o exercício com cada pasta para poder na segunda­feira trazer para nós novamente aquilo que eles entendem que é possível de se aplicar e aquilo que não for possível, justificar para os sindicatos, e com isso buscar uma nova forma de atuação para poder gerar economicidade do custo da máquina e melhorar a qualidade do serviço"

Sindicatos que compõem o movimento grevista e membros do governo estadual marcara para a próxima segunda-feira (19) uma nova reunião entre representantes dos grevistas e o Comitê Gestor do Estado; o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Tocantins, Cleiton Pinheiro, disse "as sugestões foram captadas pelo governo e eles disseram que vão fazer o exercício com cada pasta para poder na segunda­feira trazer para nós novamente aquilo que eles entendem que é possível de se aplicar e aquilo que não for possível, justificar para os sindicatos, e com isso buscar uma nova forma de atuação para poder gerar economicidade do custo da máquina e melhorar a qualidade do serviço"
Sindicatos que compõem o movimento grevista e membros do governo estadual marcara para a próxima segunda-feira (19) uma nova reunião entre representantes dos grevistas e o Comitê Gestor do Estado; o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Tocantins, Cleiton Pinheiro, disse "as sugestões foram captadas pelo governo e eles disseram que vão fazer o exercício com cada pasta para poder na segunda­feira trazer para nós novamente aquilo que eles entendem que é possível de se aplicar e aquilo que não for possível, justificar para os sindicatos, e com isso buscar uma nova forma de atuação para poder gerar economicidade do custo da máquina e melhorar a qualidade do serviço" (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - Sindicatos que compõem o Movimento de União dos Servidores Públicos Civis e Militares do Estado do Tocantins (Musme) e membros do governo estadual marcara para a próxima segunda-feira (19) uma nova reunião entre representantes dos grevistas e o Comitê Gestor do Estado. A categoria está há 39 dias. O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Tocantins, Cleiton Pinheiro, disse, nesta quinta-feira (15), que a reunião dessa quarta foi a primeira conversa do Musme com o Governo do Estado, após a deflagração da greve.

“A última vez que sentamos oficialmente foi no dia 9 de julho. E ontem, após essa audiência da Assembleia, chegou ao entendimento de que deveria voltar a sentar com o Musme e essa conversa nossa de ontem foi para podermos fazer as pontuações do movimento grevista”, afirmou ele ao T1 Notícias.

Segundo Cleiton, “a pauta de reinvindicação dos servidores em greve é o pagamento da data­base em parcela única e os retroativos a gente poderia flexibilizar um pouco para negociar. Mas com relação à data­base de 2015 a categoria entende que o pagamento deve ser integral, não parcelado”.

O governo do Estado apresentou, nessa quarta-feira (14), apresentou aos servidores públicos a mesma proposta apresentada à Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos do Tocantins (Fesserto), no último dia 6. A data­base de 2015 seria paga em 12 parcelas, a partir de janeiro de 2017. O pagamento da data­base 2016 (de 9,83% de correção nos salários), o executivo propôs dividir esse percentual da seguinte forma: 2% em janeiro de 2017; 2% em maio; e o restante a partir de outubro do próximo ano, dependendo do enquadramento na Lei de Responsabilidade Fiscal

Na reunião os sindicatos fizeram sugestões de medidas ao governo. “As sugestões foram captadas pelo governo e eles disseram que vão fazer o exercício com cada pasta para poder na segunda­feira trazer para nós novamente aquilo que eles entendem que é possível de se aplicar e aquilo que não for possível, justificar para os sindicatos, e com isso buscar uma nova forma de atuação para poder gerar economicidade do custo da máquina e melhorar a qualidade do serviço. Tudo nós colocamos na mesa ontem e o governo foi bastante receptivo e que a gente possa fazer a melhoria na gestão”, disse Pinheiro.

No encontro que definiu a nova data estavam presentes o secretário-geral de Governo e Articulação Política e presidente do Grupo Gestor, Lyvio Luciano Carneiro de Queiroz, o secretário de Estado da Administração Geferson Barros e o secretário de Estado da Comunicação Social, Rogério Silva, no Palácio Araguaia.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247