Justiça mantém condenação contra Paulinho da Força

Em decisão unânime, magistrados do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) rejeitaram apelação do deputado e de outros 11 condenados por desvio de recursos públicos; Paulinho da Força, do Solidariedade, é acusado de improbidade administrativa por desvios do Programa Banco da Terra na região de Ourinhos, interior de São Paulo, na década de 2000

S�O PAULO, SP, BRASIL,  03-12-2012, 16h30: O presidente da For�a Sindical e deputado federal Paulo Pereira da Silva em entrevista coletiva juntamente com representantes das centrais sindicais  CUT, CTB, NCST e UGT nesta segunda-feira (03), para falar sobr
S�O PAULO, SP, BRASIL, 03-12-2012, 16h30: O presidente da For�a Sindical e deputado federal Paulo Pereira da Silva em entrevista coletiva juntamente com representantes das centrais sindicais CUT, CTB, NCST e UGT nesta segunda-feira (03), para falar sobr (Foto: Gisele Federicce)

247 – O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) manteve a condenação por improbidade administrativa contra o deputado federal Paulo Pereira da Silva, conhecido como Paulinho da Força. Em decisão unânime, os magistrados rejeitaram apelação do deputado e de outros 11 condenados por desvio de recursos públicos

Paulinho, do Solidariedade, é acusado de desvios do Programa Banco da Terra na região de Ourinhos, interior de São Paulo, na década de 2000. De acordo com o Ministério Público Federal, a Força Sindical e um ex-prefeito de Piraju (SP) intermediaram a compra de uma propriedade que teria sido supervalorizada.

O MPF aponta que os recursos foram parcialmente desviados, mediante superavaliação da propriedade rural. A ação apura ainda que "houve falsificação da proposta de financiamento da Fazenda Ceres e seus projetos" e superfaturamento da ordem de 77,30%. O dinheiro foi desviado, segundo a denúncia.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247