Justiça reconhece morte oficial de Eliza Samudio

É a primeira vez que o tribunal determina a expedição do atestado de óbito. Decisão foi da juíza Marixa Rodrigues, que já determinou a expedição do atestado de óbito. Mas o ex-padrasto do goleiro Bruno, acusado de ter matado a ex-namorada, continua negando e diz que ela estaria na Bolívia

Justiça reconhece morte oficial de Eliza Samudio
Justiça reconhece morte oficial de Eliza Samudio
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - A Justiça reconheceu, pela primeira vez, a morte da ex-namorada do goleiro Bruno (ex-Flamengo e Atlético-MG), Eliza Silva Samudio. A juía Marixa Fabiane Rodrigues, do Tribunal do Júri de Contagem, determinou a expedição do atestado de óbito, mesmo reconhecendo o fato de o corpo de Eliza ainda não ter aparecido. A juíza alega que a condenação de dois dos réus envolvidos -- um deles o próprio goleiro Bruno -- já seria suficiente para atestar que ela perdeu a vida.

A decisão foi dada na última sexta-feira e publicada na edição desta terça-feira (15/01) no Diário do Judiciário.

Em novembro passado, durante o primeiro Júri Popular sobre o caso, no qual apenas apenas dois dos sete réus foram julgados, Luiz Henrique Romão, o Macarrão, amigo de infância do goleiro Bruno Fernandes, admitiu em seu depoimento que Eliza foi conduzida à morte. Ele atribuiu todo o planejamento do crime ao jogador. Foi condenado a 15 anos de prisão por homicídio triplamente qualificado e a outros três pelo sequestro da vítima.

Na semana passada, o ex-padrasto do goleiro Bruno, Luiz Henrique Franco, garantiu que Eliza está viva. Recentemente livre da prisão onde cumpriu pena por tráfico de drogas, ele afirmou que a ex-namorada de Bruno teria passado por Governador Valadares, tirado passaporte e saído do país acompanhada de amigas de São Paulo. Ele continua mantendo a versão, acrescentando ainda que esteve com a modelo depois da data divulgada como sendo a de sua morte. “Ela me disse que iria para a Bolívia”, disse ele à TV Alterosa, retransmissora regional em Minas Gerais do SBT.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email