‘Libertem o cara que ele resolve os problemas criados pelo golpe’

Após o Ibope apontar o ex-presidente Lula na liderança, com 33% dos votos, a deputada Margarida Salomão (PT-MG) pediu: "libertem o 'CARA' que ele resolve todos os problemas criados por esse governo golpista"; "Assim bate o coração brasileiro: é Brasil Hexa e Lula Tri", acrescentou ela, defendendo um terceiro mandato do ex-presidente

Após o Ibope apontar o ex-presidente Lula na liderança, com 33% dos votos, a deputada Margarida Salomão (PT-MG) pediu: "libertem o 'CARA' que ele resolve todos os problemas criados por esse governo golpista"; "Assim bate o coração brasileiro: é Brasil Hexa e Lula Tri", acrescentou ela, defendendo um terceiro mandato do ex-presidente
Após o Ibope apontar o ex-presidente Lula na liderança, com 33% dos votos, a deputada Margarida Salomão (PT-MG) pediu: "libertem o 'CARA' que ele resolve todos os problemas criados por esse governo golpista"; "Assim bate o coração brasileiro: é Brasil Hexa e Lula Tri", acrescentou ela, defendendo um terceiro mandato do ex-presidente (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - A deputada federal Margarida Salomão (PT-MG) pediu a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba (PR), após pesquisa Ibope, divulgada nesta quinta-feira (28), apontá-lo na liderança isolada na disputa pela presidência da República, com 33% dos votos.

"Pesquisa sobre a eleição presidencial de 2018 confirma que o nosso campeão continua na liderança. Libertem o "CARA" que ele resolve todos os problemas criados por esse governo golpista", disse a parlamentar em sua conta no Twitter. "Se há uma certeza política que hoje podemos sustentar é que o povo brasileiro quer @LulaOficial na Presidência da República. Assim bate o coração brasileiro: é Brasil Hexa e Lula Tri", acrescentou ela, defendendo um terceiro mandato do ex-presidente.

De acordo com a pesquisa, na sequência aparecem Jair Bolsonaro, do PSL (15%), a ex-senadora Marina Silvada, Rede (7%), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), com 4% cada, e o senador Alvaro Dias, do Podemos (2%).

Aparecem com 1% a deputada estadual pelo Rio Grande do Sul Manuela D'Ávila (PCdoB), o senador Fernando Collor de Mello (PTC), o dono da Ricachuelo, Flávio Rocha (PRB), e Levy Fidelix (PRTB). João Goulart Filho tem 0%. Outros com menos de 1% somam 2%.

Brancos e nulos somam 22% e os que não souberam ou não responderam, 6%.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247