Paço 2016: Bruno Peixoto exclui DEM da vice de Iris

Aliança entre PMDB e PT na Capital está rompida extraoficialmente e o que resta de relação é só para manter cargos no Paço Municipal; peemedebistas querem voo solo na eleição deste ano e no que depender do presidente metropolitano do partido, o deputado Bruno Peixoto, o PMDB vai de chapa pura; não sobrando assim espaço para o DEM do senador Ronaldo Caiado; "Nós já demos o Senado para Caiado. Já está ótimo”, avisa o parlamentar; este movimento se confirma ao passo que o prefeito Paulo Garcia já prepara a deputada estadual Adriana Accorsi para ser candidata e tentar ser sua sucessora

Aliança entre PMDB e PT na Capital está rompida extraoficialmente e o que resta de relação é só para manter cargos no Paço Municipal; peemedebistas querem voo solo na eleição deste ano e no que depender do presidente metropolitano do partido, o deputado Bruno Peixoto, o PMDB vai de chapa pura; não sobrando assim espaço para o DEM do senador Ronaldo Caiado; "Nós já demos o Senado para Caiado. Já está ótimo”, avisa o parlamentar; este movimento se confirma ao passo que o prefeito Paulo Garcia já prepara a deputada estadual Adriana Accorsi para ser candidata e tentar ser sua sucessora
Aliança entre PMDB e PT na Capital está rompida extraoficialmente e o que resta de relação é só para manter cargos no Paço Municipal; peemedebistas querem voo solo na eleição deste ano e no que depender do presidente metropolitano do partido, o deputado Bruno Peixoto, o PMDB vai de chapa pura; não sobrando assim espaço para o DEM do senador Ronaldo Caiado; "Nós já demos o Senado para Caiado. Já está ótimo”, avisa o parlamentar; este movimento se confirma ao passo que o prefeito Paulo Garcia já prepara a deputada estadual Adriana Accorsi para ser candidata e tentar ser sua sucessora (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - Aliança entre PMDB e PT na Capital está rompida extraoficialmente e o que resta de relação é só para manter cargos no Paço Municipal. Os peemedebistas querem voo solo na eleição deste ano e no que depender do presidente metropolitano do partido, o deputado Bruno Peixoto, o PMDB vai de chapa pura; não sobrando assim espaço para o DEM do senador Ronaldo Caiado.

"Nós já demos o Senado para Caiado. Já está ótimo”, disse o parlamentar ao Jornal Opção, ressaltando ainda que ele mesmo pode ser vice, mas que nada está decidido. "O importante é que será um peemedebista”.

Ao falar do PT, Bruno afirma que vê possibilidade de aliança só para o segundo turno. Este movimento se confirma ao passo que o prefeito Paulo Garcia já prepara a deputada estadual Adriana Accorsi para ser candidata e tentar ser sua sucessora no Paço.

O DEM de Ronaldo Caiado hoje em Goiás um partido enfraquecido e simbolizado apenas pela figura do senador. A maioria das lideranças apoia o governo de Marconi Perillo (PSDB), ao contrário do senador. Em 2014, Caiado se aliou ao PMDB de Iris Rezende, seu antigo inimigo, para ter uma vaga na chapa para o Senado. Saiu vencedor e manteve a aliança de olho em 2018.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247