Povo Kiriri do Cru conquista o direito à vacinação

32 indígenas já foram vacinados. O objetivo é que outras comunidades na Bahia também sejam beneficiadas e incluídas no plano de imunização

Divulgação
Divulgação (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Cláudia Correia - O povo Kiriri do Cru foi vacinado contra a Covid 19 na última sexta-feira (11). A comunidade indígena mora no município de Quinjingue, Bahia e reivindicava a inclusão no plano de imunização como grupo prioritário. 

O conselheiro Jaino Cordeiro de Souza, filho do cacique Antônio José de Souza comemorou a conquista: “a vacina é muito importante pra nós Indígenas que somos muito vulneráveis a doenças. Foram vacinados 32 Indígenas só ontem, não moram todos aqui, nós temos famílias Indígenas que moram em Banzaê e Euclides da Cunha. Vamos procurar esses municípios para ver se liberam a vacina para essas famílias, municípios que fazem divisa com Quijingue . Quero agradecer a Anaí e o Mupoiba e a todos que nos ajudaram por mais uma vitória e não esquecendo do cacique Adenilton Tuxá da aldeia Tuxá de Banzaê, muito obrigado a todos”, afirmou.

Apoio do Mupoiba e da Anai 

PUBLICIDADE

Com o objetivo de solicitar a inclusão de alguns povos indígenas da Bahia como os Tupinambá (Eunápolis), Tumbalalá (Curaçá) e Katrimbó (Monte Santo) no Subsistema de Atenção à Saúde Indígena –SasiSUS, a Associação Nacional de Ação Indigenista - Anaí  no início de 2020, protocolou uma representação no Ministério Público Federal-MPF. O processo ainda tramita e no início de 2021, nova solicitação foi feita pela Anaí para a destinação de vacinas para os Kiriri do Cru e para os Katrimbó. A Secretaria Estadual de Saúde também foi acionada e assumiu parcialmente a demanda, segundo o antropólogo José Augusto Laranjeiras do Conselho diretor da entidade. 

Já o Movimento Unido de Povos e Organizações Indígenas da Bahia-Mupoiba enviou oficio nº013/2021, dia 13 de maio, ao procurador do Ministério Público Federal-MPF Marcos Carneiro Silva solicitando a imunização dos Kiriri.

PUBLICIDADE

No documento, o coordenador do Mupoiba Agnaldo Pataxó Hã Hã Hãe defende a regularização do território dos Kirir do Cru e o direito à vacinação: “O Mupoiba faz um apelo ao Ministério Público Federal para a garantia de imunização de povos indígenas como o povo Kiriri do Cru. Especialmente por não receber atendimento da saúde indígena, e que sua identidade étnica possa ser respeitada assim como é referenciado na convenção da OIT 169.”

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email