Protesto de caminhoneiros atinge faturamento de comércio eletrônico em maio

A previsão de alta em relação a maio de 2017 passou de 20,7 para 13,3 por cento. Em maio de 2017, as vendas do comércio eletrônico do país somaram 3,79 bilhões de reais.

Protesto de caminhoneiros atinge faturamento de comércio eletrônico em maio
Protesto de caminhoneiros atinge faturamento de comércio eletrônico em maio

(Reuters) - A greve dos caminhoneiros atingiu o comércio eletrônico do país, disse nesta quinta-feira a empresa de pesquisa de mercado Ebit, que reduziu a previsão para o crescimento do setor em maio.

A previsão de alta em relação a maio de 2017 passou de 20,7 para 13,3 por cento. Em maio de 2017, as vendas do comércio eletrônico do país somaram 3,79 bilhões de reais.

A expectativa inicial era de faturamento de 4,58 bilhões de reais e foi reduzida para 4,3 bilhões. Para o aumento no número de pedidos, a projeção passou de 9,2 para 5,6 por cento.

“O consumidor está com receio de comprar no comércio eletrônico porque uma situação como essa de greve gera incerteza com relação a entrega do produto”, afirmou em comunicado à imprensa o diretor executivo da Ebit, André Dias.

“As vendas de eletrônicos e de eletrodomésticos são as que mais perderam participação desde o início da greve”, disse Dias, comentando que maio é tido como mês chave para varejistas devido ao Dia das Mães e à proximidade da Copa do Mundo da Rússia.

Por Alberto Alerigi Jr.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247