Relator do golpe pode virar chanceler

Nome do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) passa a ser cotado para ocupar o cargo deixado por José Serra no Ministério das Relações Exteriores; desta forma, o governo Michel Temer manteria o ministério nas mãos do PSDB e acalmaria a bancada mineira, que reivindica uma pasta

anastasia
anastasia (Foto: Gisele Federicce)

Minas 247 - Relator do impeachment de Dilma Rousseff no Senado, o tucano Antonio Anastasia (MG) passa a ser cotado para ocupar o cargo deixado por José Serra no Ministério das Relações Exteriores. Serra pediu demissão nesta quinta-feira 23 alegando motivos de saúde.

Escolhendo Anastasia, Michel Temer manteria o ministério nas mãos do PSDB e acalmaria a bancada mineira, que reivindica uma pasta. O vice-presidente da Câmara, Fabio Ramalho (PMDB-MG), anunciou rompimento com Temer por sua escolha do ministro da Justiça, o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), não ser de Minas.

Há outros nomes dentro do PSDB, porém, cotados para o lugar de Serra, como o do líder do governo no Senado, Aloysio Nunes (SP), e o do senador Tasso Jeireissati (CE).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247