Sabesp deixa de arrecadar R$ 1,2 bi com bônus

Para diminuir as perdas, a Sabesp conseguiu aprovar na agência reguladora do setor uma medida que prevê, a partir deste mês, uma economia de 22% para o consumidor manter o mesmo benefício na fatura; lançado em fevereiro de 2014, o programa dava desconto de 30% na conta dos clientes do Sistema Cantareira que reduzissem em pelo menos 20% o consumo em relação à média antes da crise

Para diminuir as perdas, a Sabesp conseguiu aprovar na agência reguladora do setor uma medida que prevê, a partir deste mês, uma economia de 22% para o consumidor manter o mesmo benefício na fatura; lançado em fevereiro de 2014, o programa dava desconto de 30% na conta dos clientes do Sistema Cantareira que reduzissem em pelo menos 20% o consumo em relação à média antes da crise
Para diminuir as perdas, a Sabesp conseguiu aprovar na agência reguladora do setor uma medida que prevê, a partir deste mês, uma economia de 22% para o consumidor manter o mesmo benefício na fatura; lançado em fevereiro de 2014, o programa dava desconto de 30% na conta dos clientes do Sistema Cantareira que reduzissem em pelo menos 20% o consumo em relação à média antes da crise (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) deixou de arrecadar R$ 1,2 bilhão com o programa de bônus na conta pela economia de água.

Para diminuir as perdas, a Sabesp conseguiu aprovar na agência reguladora do setor uma medida que prevê, a partir deste mês, uma economia de 22% para o consumidor manter o mesmo benefício na fatura.

Lançado em fevereiro de 2014, o programa dava desconto de 30% na conta dos clientes do Sistema Cantareira que reduzissem em pelo menos 20% o consumo em relação à média antes da crise.

A empresa registrou prejuízo de R$ 580 milhões no terceiro trimestre de 2015. No acumulado do ano, tem lucro de R$ 75 milhões, 91% menor do que em 2014.

Leia aqui reportagem de Fabio Leite sobre o assunto.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247