SP fecha zoológico e Jardim Botânico após morte de macaco por febre amarela

A secretaria estadual de Saúde fechou, a partir desta terça-feira (23), o zoológico de São Paulo, o Zoo Safari e o Jardim Botânico, após um macaco bugio ter sido encontrado morto na região do zoológico; o animal morreu por febre amarela, de acordo com exames feitos no primata; a OMS passou a considerar todo o estado de São Paulo como área de risco de febre amarela

A secretaria estadual de Saúde fechou, a partir desta terça-feira (23), o zoológico de São Paulo, o Zoo Safari e o Jardim Botânico, após um macaco bugio ter sido encontrado morto na região do zoológico; o animal morreu por febre amarela, de acordo com exames feitos no primata; a OMS passou a considerar todo o estado de São Paulo como área de risco de febre amarela
A secretaria estadual de Saúde fechou, a partir desta terça-feira (23), o zoológico de São Paulo, o Zoo Safari e o Jardim Botânico, após um macaco bugio ter sido encontrado morto na região do zoológico; o animal morreu por febre amarela, de acordo com exames feitos no primata; a OMS passou a considerar todo o estado de São Paulo como área de risco de febre amarela (Foto: Leonardo Lucena)

SP 247 - A secretaria estadual de Saúde fechou, a partir desta terça-feira (23), o zoológico de São Paulo, o Zoo Safari e o Jardim Botânico, após um macaco bugio ter sido encontrado morto na região do zoológico. O animal morreu por febre amarela, de acordo com exames feitos no primata. A pasta informou que o fechamento é temporário.

Mais quatro distritos da zona sul de São Paulo foram incluídos na campanha emergencial de vacinação, que começa nesta quinta-feira (25): Cidade Ademar, Cursino, Jabaquara, e Sacomã.

Já estavam no mapa da febre amarela os distritos de Campo Limpo, Capão Redondo, Cidade Dutra, Grajaú, Jardim São Luís, Pedreira, Socorro e Vila Andrade, na zona sul.

Na zona leste da capital, estão Cidade Tiradentes, Cidade Líder, Guaianazes, Iguatemi, José Bonifácio, Parque do Carmo, São Mateus e São Rafael.

Neste mês, a Organização Mundial da Saúde (OMS) passou a considerar nesta terça-feira (16) todo o estado de São Paulo como área de risco de febre amarela. A decisão foi tomada "considerando o aumento da atividade do vírus" observado na região, informou o secretariado da entidade.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247