Velório de Guerra reunirá lideranças nacionais

O velório do deputado federal Sérgio Guerra (PSDB), marcado para esta sexta-feira (7), às 11h, na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe); o funeral deverá reunir lideranças políticas estaduais e nacionais de várias legendas brasileiras; dentre os políticos que confirmaram presença, estão os presidenciáveis Eduardo Campos (PSB) e Aécio Neves (PSDB), este último presidente nacional da sigla de Guerra. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também deve comparecer; também são esperados no velório os governadores tucanos de São Paulo e Roraima, Geraldo Alckmin e José Anchieta; além dos líderes do PSDB no Senado, Aloísio Nunes (SP) e na Câmara dos Deputados, Antonio Imbassahy

Deputado Sérgio Guerra (PSDB-PE) em discurso no plenário durante sessão solene.

Sessão solene do Congresso Nacional em homenagem ao ex-ministro da Justiça Fernando Lyra, falecido em fevereiro deste ano aos 74 anos.
Deputado Sérgio Guerra (PSDB-PE) em discurso no plenário durante sessão solene. Sessão solene do Congresso Nacional em homenagem ao ex-ministro da Justiça Fernando Lyra, falecido em fevereiro deste ano aos 74 anos. (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - O velório do deputado federal Sérgio Guerra (PSDB), marcado para esta sexta-feira (7), às 11h, na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). O funeral deverá reunir lideranças políticas estaduais e nacionais de várias legendas brasileiras. Dentre os políticos que confirmaram presença, estão os presidenciáveis Eduardo Campos (PSB) e Aécio Neves (PSDB), este último presidente nacional da sigla de Guerra. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também deve comparecer.

Também são esperados no velório os governadores tucanos de São Paulo e Roraima, Geraldo Alckmin e José Anchieta. Os líderes do PSDB no Senado, Aloísio Nunes (SP) e na Câmara dos Deputados, Antonio Imbassahy, também confirmaram que comparecerão à solenidade. Além das lideranças, diversos senadores, deputados federais, estaduais e prefeitos são aguardados no funeral.

Sérgio Guerra estava internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, há cerca de vinte dias e faleceu no início da manhã desta quinta-feira (6). O parlamentar estava se tratando de complicações em um câncer no pulmão descoberto em setembro de 2012. O tucano também tinha diabetes e problemas renais. Guerra foi presidente nacional do PSDB entre 2007 e 2013, quando foi substituído por Aécio Neves.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email