Vereadores pressionam por licitação do transporte; reajuste não é definido

Ainda não foi nesta semana que os vereadores da capital definiram qual será o valor da passagem do transporte público da Grande Aracaju; prefeitura ainda não enviou planilhas para a Câmara; neste vácuo de tempo, o vereador Max Prejuízo idealizou a criação da Frente Parlamentar pela Licitação Já do Transporte Público, com a adesão de 50 parlamentares dos municípios da região metropolitana; especula-se que o prefeito João Alves está trabalhando para que não haja o reajuste; Setransp quer aumento de R$ 2,25 para R$ 2,52

Vereadores pressionam por licitação do transporte; reajuste não é definido
Vereadores pressionam por licitação do transporte; reajuste não é definido
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Valter Lima, do Sergipe 247 – A semana chegou ao fim sem que as planilhas com as sugestões de reajuste da tarifa do transporte público fossem encaminhadas à Câmara Municipal de Aracaju, como disse que faria o prefeito da capital, João Alves Filho (DEM). Neste ínterim, o vereador Max Prejuízo (PSB) criou a Frente Parlamentar pela Licitação Já do Transporte Público, com a participação de cerca de 50 vereadores dos municípios da Grande Aracaju. O grupo defende que o reajuste da passagem só aconteça após a licitação.

“A notícia que temos é de que continuamos sem ter recebido as planilhas, que desde o início da semana foi anunciado que seriam enviadas. Até o momento nada foi protocolado nesta Casa”, disse o vereador de Aracaju, Iran Barbosa (PT). O presidente da Câmara, Vinicius Porto (DEM), confirmou que nenhum documento da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) foi enviado à Casa Legislativa, ficando, portanto, para a semana que vem.

Para o vereador petista, é muito difícil justificar para o povo de Aracaju qualquer tipo de majoração da tarifa dos coletivos com o tipo de serviço que é prestado pelas atuais empresas à população. “É também muito difícil justificar para a população qualquer tipo de reajuste, sendo que os mesmos empresários que querem o reajuste da tarifa são aqueles que não vieram a esta Casa discutir o assunto com os vereadores, são os mesmos que estão tentando impedir na Justiça que uma exigência legal e formal aconteça, que é a licitação do transporte”, ressaltou.

Já Max Prejuízo disse que “é grave a situação em que se encontra o sistema integrado de transporte coletivo, com ônibus sucateados quebrando constantemente, além da superlotação e dos atrasos constantes”. E completou: “objetivo da Frente Parlamentar é a defesa da licitação do transporte público na Grande Aracaju para que possamos garantir qualidade nos serviços prestados à população. Não cabe discussão de planilha de custos enquanto não houver licitação. Cabe a nós vereadores a união".

 Especula-se que o prefeito João Alves Filho está procurando meios de não reajustar o preço da passagem, assim como fez o ex-prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B), em 2012. A SMTT tem conversado com o sindicato das empresas, que deseja que a tarifa passe a custar R$ 2,52, elevando em R$ 0,27 o valor atual. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email