Franklin: Brasil precisa “desesperadamente” de regulação da mídia

Jornalista Franklin Martins, ex-ministro-chefe da Comunicação Social, voltou a defender a regulamentação da mídia; ele comparou a “Lei de Meios” da Argentina com a legislação brasileira; “O Brasil precisa desesperadamente de regulação dos meios eletrônicos de comunicação. Mas precisamos da nossa lei, com as nossas características”, disse; ele criticou o monopólio dos meios de comunicação na inauguração da nova temporada do programa 'Aula Pública Opera Mundi', em parceria com a TV Unesp

Jornalista Franklin Martins, ex-ministro-chefe da Comunicação Social, voltou a defender a regulamentação da mídia; ele comparou a “Lei de Meios” da Argentina com a legislação brasileira; “O Brasil precisa desesperadamente de regulação dos meios eletrônicos de comunicação. Mas precisamos da nossa lei, com as nossas características”, disse; ele criticou o monopólio dos meios de comunicação na inauguração da nova temporada do programa 'Aula Pública Opera Mundi', em parceria com a TV Unesp
Jornalista Franklin Martins, ex-ministro-chefe da Comunicação Social, voltou a defender a regulamentação da mídia; ele comparou a “Lei de Meios” da Argentina com a legislação brasileira; “O Brasil precisa desesperadamente de regulação dos meios eletrônicos de comunicação. Mas precisamos da nossa lei, com as nossas características”, disse; ele criticou o monopólio dos meios de comunicação na inauguração da nova temporada do programa 'Aula Pública Opera Mundi', em parceria com a TV Unesp (Foto: Valter Lima)

Comunique-se - O jornalista Franklin Martins, ex-ministro-chefe da Comunicação Social, voltou a defender a regulamentação da mídia. Ele comparou a “Lei de Meios” da Argentina com a legislação brasileira. “O Brasil precisa desesperadamente de regulação dos meios eletrônicos de comunicação. Mas precisamos da nossa lei, com as nossas características”.

Ele criticou o monopólio dos meios de comunicação na inauguração da nova temporada do programa 'Aula Pública Opera Mundi', em parceria com a TV Unesp. “No mundo inteiro, há regulamentação para evitar concentração e manipulação. No Brasil, porém, sempre que se tenta um projeto para debater a questão, os grupos de comunicação dizem que é censura e tentam demonizar o assunto. Isso é só uma tentativa de interditar um tema vital para o país: democratização da mídia”, argumentou Martins.

O programa 'Aula Pública' foi veiculado nessa segunda-feira, 14, no canal 45 UHF e também no portal www.tvu.unesp.br. Durante a gravação, Martins revelou preocupação com a dificuldade de promover debates sobre o assunto. “Grupos econômicos satanizam e intimidam quem trabalha pela regulamentação”.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247