Morte de Miguel é abafada pela mídia e internet pede por justiça

Patroa da mãe da vítima, que estava desatenta propositalmente quando deixou a criança cair de uma altura de 35 metros, é também mulher do prefeito de Tamandaré e pagou fiança no valor de R$ 20 mil

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Erica Carneiro, no Facebook - Lembram do caso da criança que caiu do nono andar em Recife ontem? Essa é a patroa.

Se você não viu a história nos jornais, farei um resumo.

Miguel, 5 anos, negro, filho de uma empregada doméstica que precisou levar o filho para o trabalho (no meio de uma quarentena) morreu ao cair do 9º andar do prédio, após a patroa da mãe botar ele sozinho no elevador para ir atrás da mãe que tinha descido para passear com a cachorra por ordem da mesma patroa. 

Caiu de uma altura de 35 metros. Do 5º andar (apartamento que a mãe trabalha) foi parar no 9º, por coincidência um andar sem proteção. Miguel de 5 ANOS morreu porque a patroa da mãe estava FAZENDO A UNHA e muito ocupada para olhar o menino aí resolveu deixar ele ir atrás da mãe SOZINHO.  

#JustiçaporMiguel

Jornais que se dizem do povo, nem falaram o nome dela, sabe porquê? Ela é a mulher do prefeito de Tamandaré. (Compartilhem para ela ficar bem conhecida).

Pagou uma fiança de 20 mil e já está LIVRE.

E a mãe de Miguel? E Miguel? E a Justiça? Onde ficam?

EU QUERO JUSTIÇA!! Pela mãe que hoje chora, pela dor que não vai sarar. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247