Tijolaço: “estamos assistindo a anistia a um evidente crime de corrupção”

Jornalista Fernando Brito critica o ministro (e deputado por um dia) Antonio Imbassahy, que exibia planilhas de emendas e repasses para obter votos para blindar Temer; "80% da população estarem a favor da investigação é algo que não vai comover, sequer, 40% dos deputados. Povo e eleitor não vêm ao caso., até 2018 e com uma manilhas resolve-se tudo", diz Brito; "A política desapareceu e sobraram o aquadrilhamento, a grosseria, o comportamento histérico e acanalhado"

Jornalista Fernando Brito critica o ministro (e deputado por um dia) Antonio Imbassahy, que exibia planilhas de emendas e repasses para obter votos para blindar Temer; "80% da população estarem a favor da investigação é algo que não vai comover, sequer, 40% dos deputados. Povo e eleitor não vêm ao caso., até 2018 e com uma manilhas resolve-se tudo", diz Brito; "A política desapareceu e sobraram o aquadrilhamento, a grosseria, o comportamento histérico e acanalhado"
Jornalista Fernando Brito critica o ministro (e deputado por um dia) Antonio Imbassahy, que exibia planilhas de emendas e repasses para obter votos para blindar Temer; "80% da população estarem a favor da investigação é algo que não vai comover, sequer, 40% dos deputados. Povo e eleitor não vêm ao caso., até 2018 e com uma manilhas resolve-se tudo", diz Brito; "A política desapareceu e sobraram o aquadrilhamento, a grosseria, o comportamento histérico e acanalhado" (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Fernando Brito, do Tijolaço - As instituições estão funcionando.

Funcionando, a todo vapor, para beneficiar seus integrantes.

No plenário da Câmara, o ministro (e deputado por um dia) Antonio Imbassahy exibia planilhas de emendas e repasses para obter votos para blindar Temer.

80% da população estarem a favor da investigação é algo que não vai comover, sequer, 40% dos deputados.

Povo e eleitor não vêm ao caso., até 2018 e com uma manilhas resolve-se tudo.

A política desapareceu e sobraram o aquadrilhamento, a grosseria, o comportamento histérico e acanalhado.

Estamos assistindo a anistia prévia a um evidente crime de corrupção.

Vigilantes, moralistas, só para um lado. Para outro, cegueira e cumplicidade.

Dilma deposta; Lula multiprocessado; Temer inocentado sem sequer se abrir uma investigação.

Libertem Eduardo Cunha, se o chefe de seu esquema criminoso está blindado em toda a linha, desde a censura feita por Sérgio Moro às perguntas dirigidas a Temer pelo preso até a rejeição de uma denúncia criminal com provas, inclusive visuais, por corrupção.

Vão jogar o nosso país aonde ele jamais deveria ir: na recusa popular aos instrumentos formais da democracia.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247