Vera Magalhães assume o papel de censora e veta Lula no Roda Viva

Depois que a hashtag #LulaNoRodaViva se tornou um dos temas mais comentados nas redes sociais, a jornalista Vera Magalhães decidiu assumir a decisão de censurar a entrevista

(Foto: Reprodução | Ricardo Stuckert | Gov. SP)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A jornalista Vera Magalhães, que apresenta o Roda Viva, tomou a decisão de censurar a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no programa em nome de um suposto combate à polarização política no Brasil. A polêmica surgiu depois que Vera condenou dois gestos de gentileza trocados entre Lula e o governador João Doria Júnior, num momento de união nacional contra o coronavírus. Segundo Vera, Doria teria cometido um grande "erro político".

Em artigo publicado no 247, o jornalista Leonardo Attuch argumentou que Vera se incomodou porque o gesto de Doria também levantou o véu de silêncio que foi imposto pela mídia corporativa ao ex-presidente Lula nos últimos anos. Graças a isso, o neofascismo chegou ao poder no poder no País e, paradoxalmente, Vera Magalhães, uma das expoentes do antipetismo radical e, portanto, da polarização política, passou a ser uma das profissionais da imprensa mais atacadas pelo bolsonarismo. A despeito disso, ela decidiu manter sua posição radical, como se vê nos tweets abaixo:


O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email