Após sugestão de Trump, NY registra aumento de chamadas emergenciais por consumo de desinfetantes

O centro de controle de envenenamento da cidade recebeu 30 ligações em apenas 18 horas por consumo de desinfetantes, alvejantes e outros produtos fortes e caseiros de limpeza

Donald Trump
Donald Trump (Foto: REUTERS/Tom Brenner)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - As chamadas de emergência por ingestão de desinfetante caseiro aumentaram expressivamente em Nova York após Donald Trump afirmar que o produto “derruba o coronavírus em um minuto” e que “pode existir uma maneira de fazer algo desse tipo por dentro, com uma injeção”. A informação é do jornal Folha de São Paulo.

A rede NBC informou que nas 18 horas que se seguiram a sugestão de Trump, na quinta-feira (23), o centro de controle de envenenamento da cidade recebeu cerca de 30 ligações de emergência por consumo de produtos de limpeza (desinfetantes, alvejantes e outros caseiros). No mesmo período do ano passado, houve 13 casos. 

"O desinfetante derruba o coronavírus em um minuto", "pode existir uma maneira de fazer algo desse tipo por dentro, com uma injeção, ou quase como uma limpeza", declarou Trump, após a apresentação de um estudo que abordava produtos caseiros de limpeza.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247