Canadá classifica grupo trumpista Proud Boys como "terrorista" e extrema direita começa a ser colocada na ilegalidade

Em comunicado, o Ministério da Segurança Pública canadense chamou os Proud Boys de "organização neo-fascista". A pasta afirmou que o grupo teve "um papel fundamental para a insurreição no Capitólio dos EUA", episódio em que apoiadores de Donald Trump insistiam em não reconhecer a vitória de Joe Biden na eleição presidencial

Grupo extremista americano Proud Boys
Grupo extremista americano Proud Boys (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo do Canadá classificou, nesta quarta-feira (3), o grupo extremista americano Proud Boys como uma entidade terrorista. A organização é apontada como uma das responsáveis pela invasão do Congresso dos Estados Unidos, no começo de janeiro, quando apoiadores do então presidente Donald Trump insistiam em não reconhecer a vitória de Joe Biden na eleição presidencial, em novembro. A decisão do Canadá pode ser o início de uma nova era, com a extrema direita sendo posta na ilegalidade. 

Pelo menos cinco membros dos Proud Boys foram acusados, nos EUA, de participar da invasão.

Em comunicado, o Ministério da Segurança Pública canadense chamou os Proud Boys de "organização neo-fascista". A pasta afirmou que o grupo teve "um papel fundamental para a insurreição no Capitólio dos EUA".

"O grupo e seus membros encorajaram abertamente, planejaram e conduziram atividades violentas contra aqueles que eles percebem como opostos à sua ideologia e crenças políticas", disse.

Nessa quarta-feira (3), o Departamento de Justiça dos EUA prendeu um importante membro do grupo de extrema direita Proud Boys. O Judiciário americano acusou Ethan Nordean, de 30 anos, de ter participado do ataque ao Capitólio em 6 de janeiro.

Líder do grupo, Enrique Tarrio, ex-informante do governo americano, teve sua prisão preventiva decretada no fim do mês passado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email