China espera alcançar consenso sobre economia e comércio com os EUA

A China espera alcançar o consenso com os Estados Unidos e promover um desenvolvimento equilibrado e coordenado da cooperação econômica e comercial entre os dois países, indicou na quinta-feira o Ministério chinês do Comércio

China espera alcançar consenso sobre economia e comércio com os EUA
China espera alcançar consenso sobre economia e comércio com os EUA (Foto: REUTERS/Hyungwon Kang)

247, com Diário do Povo - Sobre uma declaração emitida pela equipe de consultas econômicas e comerciais da China, o porta-voz do Ministério, Gao Feng, disse que a atitude da parte chinesa continua sendo consistente e clara: a China não quer que as disputas comerciais com os EUA aumentem.

Para implementar os consensos atingidos em Washington, as equipes comerciais e econômicas da China e dos EUA realizaram consultas sinceras e profundas em Pequim nos dias 2 e 3 de junho e fizeram avanços positivos e concretos em muitos âmbitos.

De acordo com a declaração emitida pela parte chinesa, os resultados econômicos e comerciais atingidos nas conversações não entrarão em vigor se os EUA impuserem alguma sanção comercial, incluindo elevar as tarifas.

Durante as consultas no último fim de semana, as duas partes mantiveram discussões concretas e profundas sobre alguns âmbitos de cooperação comercial específicos, principalmente agricultura e energia, disse Gao.

"A China está disposta a aumentar as importações dos EUA se as duas partes chegarem a um compromisso."

A reforma e abertura, assim como a expansão das importações, são as estratégias estabelecidas pela China, que está disposta a aumentar as importações de outros países, incluindo os EUA, para atender as crescentes necessidades das pessoas de uma melhor qualidade de vida e os requisitos de um desenvolvimento econômico de alta qualidade, disse Gao.

O mercado chinês está crescendo e a Exposição Internacional de Importações da China será realizada em novembro, disse o porta-voz, que também deu as boas-vindas aos produtos competitivos de todo o mundo para entrar no mercado chinês.

A China criará um ambiente de negócios internacional e oferecerá mais termos comerciais adequados, transparentes e previsíveis para beneficiar as empresas globais, incluindo as americanas, acrescentou.

As duas partes ainda têm de confirmar os detalhes das consultas, afirmou Gao, assinalando que a cooperação bilateral econômica e comercial sempre avança para obter benefícios mútuos e resultados de ganho mútuo apesar de algumas desigualdades.

A China está disposta a expandir a cooperação e a resolver de forma adequada as diferenças através do diálogo e consultas. Também espera que os EUA façam esforços com a China para manter o desenvolvimento estável e saudável das relações bilaterais econômicas e comerciais, disse Gao.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247